HOME | ARCHIVIO RIVISTA MARIA AUSILIATRICE 2000-2012 | ADMA ON LINE 2008-2012INFO VALDOCCO  
Via Maria Ausiliatrice 32 - 10152 Torino-Valdocco | ADMA Valdocco: adma.torino@tiscali.it  |

 

ADMA on LINE

ADMA: ASSOCIAÇÃO DE MARIA AUXILIADORA
 Mensagem Mensal :  24 de
janeiro 2018  

Maria convida-nos a viver e testemunhar as graças recebidas

Caríssimos, com este número do mês de janeiro de 2018, queremos em primeiro lugar, estender nossos melhores votos para este novo ano de graças no qual celebramos o 150º aniversário da consagração da Basílica de Maria Auxiliadora de Turim e durante o qual começamos a caminhada em preparação ao VIII Congresso Internacional de Maria Auxiliadora (Argentina, novembro 2019) e o 150º da fundação da ADMA.
Estes aniversários não são apenas uma memória histórica, mas especialmente, uma memória de agradecimento e de louvor a Jesus e a Maria pelas maravilhas realizadas com a construção, por parte de Dom Bosco, do Santuário de Turim, e com a fundação da Associação dos devotos de Maria Auxiliadora. De fato, o artigo 1 de nosso Regulamento une estes dois eventos: Após a inauguração do Santuário votivo dedicado a Maria Auxiliadora (Turim-Valdocco 1868) e segundo as instruções que dela própria recebera em sonho, Dom Bosco quis erigir na Basílica a Arquiconfraria de Maria Auxiliadora (18 de Abril de 1869), para difundir a devoção à Virgem invocada sob este título.
Entre as características da pessoa e da santidade de Dom Bosco há a de ser fundador, isto é, iniciador na Igreja de uma particular escola de santidade e de ação apostólica que o caracteriza entre os santos fundadores. No desejo de responder à graça e aos sinais que vêm do alto e no desejo de dar consistência e continuidade à sua obra em favor da juventude, ouve o chamado de Deus para dar origem a novas forças apostólicas.
Objetivo da ADMA é o de irradiar no mundo a devoção à Virgem honrada com o título de "Auxiliadora". Devoção, segundo o coração de Dom Bosco significa: confiança, imitação, paixão apostólica e educativa. "Irradiação" evoca compromisso a ser "luz do mundo" (Mt. 5,14), a "lançar fogo à terra" (Lc. 12,49), a cooperar com a missão de Cristo pela salvação das almas sob a guia materna de Maria, reconhecendo na Eucaristia, a fonte e o ponto alto de toda a nossa vida.
Conscientes dos dons e das graças recebidas, reconheçamos a beleza em tais dons e roguemos para que o Espírito Santo nos dê a força para sermos testemunhas alegres de paz e de esperança.
Bom mês de janeiro e santa festa de nosso pai e fundador Dom Bosco.

Sr. Renato Valera, Presidente / Pe. Pierluigi Cameroni SDB, Animador Espiritual Mundial


Caminho de formação 2017-2018: Introdução à Vida devota de São Francisco de Sale

4.TERCEIRA PARTE: A PRÁTICA DAS VIRTUDES : 'PACIÊNCIA E HUMILDADE' / Pe. Gianni Ghiglione

Passamos diretamente para a terceira parte da Filoteia. E a segunda?
Na segunda parte Francisco conduz a pessoa, que prometeu solenemente caminhar em direção a Deus e doar-se totalmente a Ele, a viver a célebre expressão de Santa Teresa D'Ávila: Só Deus basta! O dom total de si mesmo é levado a Deus e isto se realiza através da oração e dos sacramentos. Gostaria de destacar dois elementos que acredito fundamentais desta segunda parte.
Ei-los
1. A oração ilumina o intelecto com a clareza da luz de Deus e aquece o coração no calor do amor celeste... purifica o intelecto da ignorância e o coração dos afetos desordenados (II, 1). Como vê, retorna a antropologia salesiana, o humanismo integral pelo qual, na relação com Deus, oferecemos tudo de nós, usamos todas as nossas faculdades e riquezas. Muitas vezes privilegiamos ou a inteligência, com o risco de cair em reflexões inúteis (que às vezes satisfazem o nosso orgulho) ou privilegiamos o coração arriscando a nos contentar com sentimentos piedosos. O equilíbrio salesiano coloca em jogo coração e mente, sentimento e reflexão... Dom Bosco educava os seus jovens jogando em três áreas ao mesmo tempo: o compromisso com o estudo e o trabalho, o jogo, o divertimento (o laboratório, a escola, a razão) os belos relacionamentos, a amizade, a afetividade (o pátio, o amorevolezza), o encontro com Deus e a vida espiritual (a igreja, a religião).
2. O cerne do ensinamento de Francisco de Sales: Durante o dia, mantenha-se na presença de Deus, que sempre tem os olhos voltados para você. Isto se chama recolhimento espiritual. O santo Bispo de Genebra se confessava, caso deixasse passar quinze minutos sem pensar no Senhor!!! Como podemos alcançar isto? Através das jaculatórias! Eleva muitas vezes o seu espírito e coração a Deus por jaculatórias breves e ardentes: canta a sua beleza, implora seu auxílio, adora a sua bondade, entregue a Ele o seu coração (II, 13).
No exercício do recolhimento espiritual e das orações em jaculatórias encontra-se a profunda raiz da devoção: podem faltar todas as outras formas de oração. Mas se faltar esta, não há como remediar!

Francisco ofereceu a Filoteia as sugestões para suprir seu coração e sua vida espiritual com a oração e os sacramentos. Agora, este amor de Deus deve dar frutos, que são precisamente as virtudes. No entanto, antes de falar sobre as virtudes a serem praticadas, o Santo oferece alguns critérios simples e concretos, como é o seu estilo, para orientar na escolha dessas virtudes: são muitas e, então, quais escolher? (III, 1)
a. "As que são mais conformes aos nossos deveres, não as que são mais conformes ao nosso gosto". Cada vocação tem as suas virtudes próprias: as virtudes de um Bispo são diferentes daquelas de um soldado, ou de uma senhora casada... "Cada um deve se aplicar principalmente àquelas que são essenciais aos deveres de sua vocação" Note como, de repente, Francisco privilegia a vida em suas situações concretas: é ali que o Senhor lhe chama para se dirigir para o alto, evitando atalhos ou fugas fáceis.
b. "Aquelas que são melhores e não as mais ostentosas". Preferir a esmola espiritual àquela material, evitar penitências corporais estranhas e ao invés disso, dar espaço à doçura, à bondade, à modéstia e às mortificações do coração! Então escolher as virtudes mais consistentes, as mais eficazes.
c. "Aquelas que são contrárias aos defeitos que lhe afligem: se você cede facilmente à ira, escolha a virtude da paciência e da bondade; se você é orgulhoso, escolha a virtude da humildade.
d. Aquelas pequenas e simples que Nosso Senhor colocou ao alcance de nosso compromisso e nosso trabalho: a paciência, a doçura, a pobreza, a castidade, a obediência.
e. Em conclusão, eis o critério fundamental, que deve estar sempre presente, que dá paz ao coração e coragem ao nosso compromisso: "Este Rei da glória não dá aos seus servos, as recompensas segundo o nível de tarefas, mas segundo o amor e a humildade que colocaram ao exercitá-las" (III, 2)
A primeira virtude que Francisco apresenta é

A PACIÊNCIA:
dominar a própria alma é a aspiração máxima do homem e o domínio da alma é compatível ao nível de paciência.
O princípio básico da paciência: não se lamentar, ou reclamar o menos possível das ofensas recebidas! Se você realmente tiver que fazer isso, tenha cuidado em quem você confia! Escolha uma pessoa calma e repleta de amor de Deus. "O verdadeiro paciente não se queixa do mal e não deseja que tenham piedade dele".Francisco não se contenta com uma atitude submissa, que sofre, mas nos convida a um aspecto positivo, de oferta, olhando para Jesus: "Ofereça suas dores a serviço do Senhor e peça-lhe insistentemente para uni-las ao que Ele suportou por você". E isto vale para todas as virtudes. (Um pedaço de paraíso conserta tudo dizia Dom Bosco). O bem deve ser recompensado! É a lógica do Evangelho; mas não precisa de grandes coisas, de penitências extraordinárias. É a vida de todos os dias que deve ser ofertada, com as suas alegrias e as suas dores, esperanças e trabalhos.
Vamos ler alguns conselhos preciosos sobre esta virtude: são trechos de suas cartas.
"Enquanto permanecermos aqui embaixo, devemos nos resignar a nos conduzir, até que Deus nos leve para o céu […]. Precisamos, então, ter paciência e jamais pensar que poderemos consertar em um dia, os maus hábitos que adquirimos pelos poucos cuidados que tivemos com a nossa saúde espiritual […]. É preciso, reconheçamos isto, ter paciência com todos, mas em primeiro lugar com a gente mesmo". Escreve à Senhora de Limojon: "Não é possível chegarmos onde queremos, apenas em um dia: é preciso ganhar hoje este ponto, amanhã outro; e assim, passo a passo, chegaremos a ser mestres de nós mesmos, e isto não é uma conquista imediata".
Uma paciência que chega a amar as próprias fraquezas e imperfeições, mesmo estas se tornam ou podem se tornar preciosos materiais de formação. "Então, odeie as imperfeições, mas ame-as porque elas fazem você tocar seu nada com as mãos e são material para o exercício e a perfeição de suas virtudes e da misericórdia de Deus".
A receita não muda, mesmo se a destinatária da carta for a Abadessa de Puits-d'Orbe, da qual Francisco se torna diretor espiritual: "Devemos ter um coração capaz de ser paciente: os grandes projetos se realizam apenas com grande paciência e com muito tempo; e as coisas que crescem em um dia, também se perdem em um dia". "Seja paciente com sua cruz interior: o Salvador a permite para que, um dia, você possa conhecer melhor, por você mesma, o que você é. Não vê que a agitação do dia é acalmada com o repouso da noite? Isto quer dizer que a nossa alma não precisa de mais nada além de se abandonar completamente em Deus e de estar disposta a serví-lo tanto entre as rosas quanto entre os espinhos".
A uma Religiosa escreve: "Não se perturbe! Não há incômodo mais insuportável do que aquele composto de pequenos mas insistentes distúrbios. Nosso Senhor nos permite sermos incapazes de superar estes pequenos incômodos, para que nos humilhemos e compreendamos que, se conseguimos superar certas grandes tentações, não foi devido às nossas próprias forças, mas à assistência particular de sua divina Bondade".

A HUMILDADE:
A humildade é um vício, escreveu Aristóteles. Hoje, o mundo não tem estima por esta virtude, em vez disso, está mais para sinônimos de fraqueza, covardia, incapacidade de se afirmar … Lembre que a humildade é a virtude que Jesus escolheu para si mesmo.
Francisco nos lembra que para recebermos a graça de Deus em nossos corações, devemos esvaziá-los de nós mesmos. A imagem do vaso vazio retorna frequentemente em seus escritos e nos escritos de Joana de Chantal, sua discípula fiel. Um exemplo: Mantenha o coração e a alma sempre como um vaso vazio diante de Sua bondade, para que somente Ele o preencha de tudo o que Lhe agradar, seja de medo ou de alegria, de paz ou de guerra. Em suma, é necessário que você vivencie tudo, e sempre e sem reservas, sendo totalmente dependente de sua orientação divina".
Leia e desfrute da fina ironia com que ele apresenta exemplos de falsa humildade, que são extremamente atuais.
O critério básico é o seguinte: "Para saber se um homem é verdadeiramente sensato, sábio, generoso, precisa ver se os suas habilidades tendem à humildade; em tal caso, trata-se de dons verdadeiros; mas se ao invés disso, colocam-se à vista, são falsos" (III,4). Em suma, não faça como o pavão!
Francisco faz uma distinção entre a humildade interior e a exterior.
Atinge-se a humildade interior em três passos:
1. Agradecer. pense nos dons recebidos, no bem que está em si e que lhe foi dado. "A séria reflexão sobre os dons recebidos nos torna humildes; o conhecimento gera reconhecimento". A Virgem Maria reconhece o amor de Deus em sua vida e canta o Magnificat!
A humildade deve
# ser sincera, sem ficções. Às vezes demonstramos querer ser os últimos, sentados no último canto da mesa, mas somente para passarmos com grande honra para a ponta da mesa;
# colocar a sua confiança em Deus, que se agrada em mostrar o seu poder em nossa fraqueza.

2. Reconhecer e aceitar a própria pequenez. Assim se estima mais o bem que se encontra nos outros. As melhores humilhações são as ligadas ao nosso trabalho, condição de vida, relacionamentos. Isto porque não fomos nós que as escolhemos, mas o bom Deus que as enviou a nós (III, 6)
3. Suportar as ofensas. Calúnia dói só a quem se importa. Às vezes, a melhor técnica é deixar pra lá e não ligar. Mesmo quando se perder o bom nome, o importante é não perder a virtude. A raiz do bom nome é a bondade e a honestidade da vida.
Conclusão: não ligue para o que dizem!
Mantenhamos os olhos fixos em Jesus Cristo crucificado, caminhemos a seu serviço com confiança e simplicidade, acompanhada de sabedoria e devoção" (III, 7)

Para a sua reflexão.
" Você tem o hábito de meditar a Palavra de Deus? Prepara a sua Eucaristia dominical refletindo por sua conta as Leituras que você vai ouvir?
" Cultiva o recolhimento ou sempre tem a TV ou o celular ligados?
" Você conhece os seus pontos positivos de sua personalidade e os que precisam melhorar?
" Você reclama sempre ou quase sempre?
" Aprecia as qualidades dos outros?

Crônica de família

Estréia 2018
São muitas e importantes as mensagens que o Reitor-Mor, Pe. Ángel Fernández Artime, pretende comunicar com a Estréia para 2018, com o tema: "'SENHOR, DÁ-ME DESTA ÁGUA' (Jo 4,15) CULTIVEMOS A ARTE DE ESCUTAR E ACOMPANHAR". Aqui estão dez pontos para apreciá-la melhor:
1. Tantos sedentos, copos vazios e vidas vazias e cansadas que pedem para serem preenchidas com significado. Quanta terra boa, com boa semente que espera para ser "despertada" pela inesgotável fonte da Vida que brota de Jesus.
2. Dom Bosco, é repleto de água viva de Jesus e é um "reservatório"que dá água a todos, especialmente aos jovens, para dar Vida, trabalho e esperança.
3. A mulher samaritana: estrangeira, recusada, confusa, atormentada... Encontra-se com Jesus e tudo muda.
4. Jesus, fonte de Água Viva.
5. Maria Auxiliadora, sempre atenta, que recorda maternalmente: "Faça tudo o que Jesus disser".
6. Do lado e do coração de Jesus emana a Água do Amor inesgotável. O encontro com a Samaritana aconteceu na sexta hora, na mesma hora em que Jesus morreu na cruz, e que de seu coração ferido emanou sangue e água.
7. A tarefa dos adultos é colaborar, acompanhar, cultivar.
8. A água que mata a sede, irriga, lava, faz as sementes germinarem, vivifica, transforma o deserto em jardim.
9. O Espírito de Deus que opera e dá força de vontade.
10. Diferentes idades, diferentes experiências, diferentes raças, línguas e culturas, mas a mesma humanidade, a mesma sede, a mesma alegria intensa em receber Jesus Água Viva.

SÃO PAULO (BRASIL) - PRIMEIRO CONSELHO INSPETORIAL
Com alegria, os representantes da Família Salesiana e os responsáveis pelos grupos locais da ADMA da Inspetoria de Nossa Senhora Auxiliadora, encontraram-se em São Paulo, no Liceu Sagrado Coração de Jesus, no dia 2 de junho de 2017, para a Missa, durante a qual foi apresentado o primeiro Conselho da ADMA a nível inspetorial.
A celebração foi presidida pelo Inspetor Pe. Edson Castilho e concelebrada por Pe. Narciso Ferreira, animador espiritual da ADMA e por Pe. Justo E. Piccinini, novo inspetor nomeado de São Paulo. Tivemos a presença significativa dos grupos de Guarujá, Pindamonhangaba, Campinas, São Paulo, Sorocaba, São José dos Campos.
O Conselho conta com o entusiasmo salesiano, com a intercessão de Nossa Senhora Auxiliadora, e inspira-se nas propostas de Dom Bosco. O grupo recebeu de Pe. Edson, a missão de orientar as ações em apoio à juventude em todas as suas atividades e na constante intercessão pelas vocações sacerdotais e religiosas.
O conselho inspetorial, que foi eleito na última reunião da ADMA da Inspetoria, na cidade de Guarujá, para desenvolver as atividades da Associação nos próximos 4 anos, é composto por:

1. Tânia M Costa Esteves de Campos - ADMA de SJ dos Campos - Coordenadora inspetorial
2. Marli Cesario Israel - ADMA de Pindamonhangaba - Secretária
3. Dinéia Custódio Santos da Silva - ADMA de Itaquera - Formação
4. Valderez Gonzalez - ADMA de Guarujá - Comunicação
5. Lucia Helena Natto Chahin - ADMA de SP - Santa Terezinha - Tesoureira

MÉXICO (FMA) - SÉTIMO ENCONTRO INSPETORIAL
Os centros da ADMA da Província de Nossa Senhora de Guadalupe no México Sul, orientados pelas FMA, participaram do sétimo encontro inspetorial no Colégio Laura Vicunha, de Coacalco, no dia 21 de outubro de 2017. Vieram dos centros da região de Michoacán, Puebla, México e Estado do México, num total de 64 participantes.
Em uma atmosfera de fraternidade e de reflexão, aprofundamos o documento "Os jovens, a fé e o discernimento vocacional", com o auxílio de Irmã Maria Guadalupe Villicaña, FMA.
Depois de conhecer esta bela mensagem de Papa Francisco, o empenho que estamos tendo em nossas vidas e em nossas famílias, consiste no esforço de levar os nossos filhos e todos os jovens com os quais estamos em contato, a escolherem com certeza, a vocação à qual Deus lhes chama, mas, especialmente, serem felizes em servir os outros com um coração oratoriano no estilo de Dom Bosco e Madre Mazzarello.
A santidade pode ser vivida e, a ADMA em nossa inspetoria se confia a Maria Auxiliadora, a Morena de Tepeyac, para que continue a nos acompanhar com o seu amor materno, permitindo-nos continuar unindo as forças para combater pela vida antes e depois do nascimento, divulgando com firmeza e amor de filhos e de filhas, a devoção a tão terna Mãe, e o culto a seu Filho Jesus na Eucaristia, fonte e sustento de toda a vocação salesiana.
Obrigada a todos que tornaram possível este evento; continuamos pedindo a realização destes encontros anuais, por serem espaços de convivência, de proximidade e também sementeiras de experiências que enriquecem o trabalho de cada centro, na divulgação à devoção a Maria Auxiliadora. (Saraí Patricia Otero Munhoz, Membro da ADMA do Centro Laura Vicunha, Coacalco).

ITÁLIA - ENCONTRO REGIONAL DOS DELEGADOS PARA A FAMÍLIA SALESIANA
De 9 a 12 de novembro em Genzano (Roma), houve o encontro regional dos Delegados para a Família Salesiana (FS), no qual participaram 26 salesianos provenientes da Itália, Portugal e Espanha, junto com os membros da Secretaria da FS. Foram convocados para o encontro, os Delegados inspetoriais para a FS junto com alguns salesianos que trabalham com os grupos da FS. Pe. Eusebio Munhoz, Delegado do Reitor-Mor para a FS, conduziu o encontro que apresentou a realidade da FS no mundo. Foi aprofundada a figura do delegado para a FS, reforçado o trabalho com a FS na Região e na Inspetoria e refletido sobre o momento atual da FS.

CONGO - ORAÇÃO PELA PAZ
No dia 24 de novembro de 2017, na Capela de Maria Auxiliadora da Inspetoria, os membros da ADMA rezaram pela paz, especialmente no Congo e no Sudão Sul, invocando o auxílio da Bem Aventurada Virgem Maria com o Terço, a Adoração e a celebração eucarística. Também rezamos pelo novo Conselho da ADMA Primária de Turim. Encorajamos ainda, a participação dos jovens vindos com o novo delegado da ADMA, Pe. Aurélien. A missa foi presidida pelo inspetor Pe. Albert Kabuge.

MORNESE
Domingo, 26 de novembro de 2017, festa de Cristo Rei, aconteceu o encontro da ADMA no Santuário de Santa Maria Domingas Mazzarello em Mornese, com a presença do Animador Espiritual mundial, Pe. Pierluigi Cameroni. Durante a Eucaristia, duas pessoas que foram preparadas durante o ano todo, expressaram o desejo de fazer parte da Associação, fazendo o seu COMPROMISSO de viver e promover a devoção a Maria Auxiliadora e ao Santíssimo Sacramento. Em seguida houve uma palestra de Pe. Pierluigi, a oração do Santo Terço, lembrando de toda a Família Salesiana, o Reitor-Mor, os nossos doentes. E por fim... a fraternidade celebrada também partilhando um bom almoço em casa. Agradecemos Senhor pela GRAÇA descida sobre cada participante nos diversos momentos do dia... Encontro marcado para o próximo ano, com a tarefa de crescer na DOCILIDADE AO ESPÍRITO... (Ir. Luigina Silvestrin, FMA, Animadora)

MADRID - CONGRESSO INTERNACIONAL PASTORAL JUVENIL E FAMILIAR
Com o objetivo do Congresso dedicado aos desafios entre a Pastoral Juvenil e Familiar, além da celebração e reflexão, amplo espaço foi dedicado à troca de experiências com os trabalhos em grupo e a apresentação das Boas Práticas. Entre as Boas Práticas (20 de todo o mundo), a ADMA, com a palavra de Sr. Tullio Lucca e de sua esposa Simonetta, apresentou a sua experiência de Pastoral Familiar aberta à Pastoral Juvenil. A partir da identidade carismática das duas colunas (Eucaristia e Maria Auxiliadora), hoje a Associação vê na Família e nos jovens, os destinatários privilegiados. Todos vivendo a Aliança educativa entre os estados de vida (religiosos, sacerdotes e leigos) e entre famílias. Nenhuma família pode ficar sozinha hoje e Dom Bosco sugerirá os caminhos a serem percorridos para o bem dos Jovens
.


   INFO ADMA     -     INFO ADMA     -     INFO ADMA    -     INFO ADMA      

SEDE ADMA | Torino-Valdocco, Italia: ADMA | Santuario Basilica di Maria Ausiliatrice
Via Maria Ausiliatrice 32 | 10152 TORINO-VALDOCCO / ITALIA
Tel.: 0039-011-5224216 / Fax.: 0039-011-52224213
E-mail: adma.torino@tiscali.it 
                  
Presidente ADMA: Sr. Renato Valera
Animador Espiritual da ADMA: Don Pier Luigi CAMERONI |
Casa Generalizia SDB - Via Pisana 111 - 00163 ROMA -
E-mail: pcameroni@sdb.org
                       
Internet: www.donbosco-torino.itwww.admadonbosco.org



Visita Nr. http://counter.digits.net/wc/-d/4/scudum