HOME | ARCHIVIO RIVISTA MARIA AUSILIATRICE 2000-2012 | ADMA ON LINE 2008-2012INFO VALDOCCO  
Via Maria Ausiliatrice 32 - 10152 Torino-Valdocco | ADMA Valdocco: adma.torino@tiscali.it  |

 

ADMA on LINE

ADMA: ASSOCIAÇÃO DE MARIA AUXILIADORA
 Mensagem Mensal :  24 de outubro 2016
   

Maria nos conduz a uma vida simples

Começamos um novo ano litúrgico com o tempo do Advento, que nos prepara para o Santo Natal. É tempo de graças, tempo favorável para deixar o nosso coração numa atitude de espera e de esperança, focando a nossa vida no que é essencial. Deus se faz homem na pobreza e na simplicidade de um presépio. Maria nos conduz e nos acompanha no caminho da santidade, propondo-nos uma vida simples, a seu exemplo e a exemplo da família de Nazaré, descobrindo Deus nas pequenas coisas de cada dia, vivendo em sua presença, na escuta de sua Palavra e na atitude de agradecimento por tudo aquilo que ele nos dá.
Natal é tempo de presentes, mas Jesus nos lembra que Ele é o verdadeiro presente do Pai para nós. Para que a nossa vida, assim como a sua, seja um dom para os outros no amor, testemunhando a bondade de Deus sem interesse e com gratuidade.
A experiência vivida no mês de novembro por Pe. Pierluigi, com os membros do Secretariado da Família Salesiana, no encontro, animação e formação dos delegados da Família Salesiana da Ásia Leste - Austrália (cf. as notícias), foi um grande dom para crescer no sentido de pertença à Família Salesiana e para apresentar a identidade e o caminho da ADMA a mais de 160 pessoas, entre SDB e FMA e alguns membros da Família Salesiana.
Damos graças pelo caminho que Maria Auxiliadora nos fez percorrer nestes últimos anos e nos comprometemos em todos os nossos grupos a crescer no sentido de pertença à Família Salesiana, a conhecer e viver a nossa identidade de associados da ADMA à luz do Regulamento, do Comentário e do caminho de formação proposto mensalmente na ADMAonline. Testemunhemos com alegria, o nosso amor a Jesus Eucarístico e a Maria Auxiliadora, com o coração apostólico de Dom Bosco.
Que Jesus Menino renove os nossos corações revestindo-os com a sua graça! Que Maria Auxiliadora nos defenda do mal e do pecado! Que São José cuide de nossas famílias e dos nossos grupos na paz e na simplicidade!
Votos de um Santo Natal a cada um de vocês e próspero Ano Novo: 2017!

Sr. Lucca Tullio, Presidente & Pe. Pierluigi Cameroni SDB, Animador Espiritual


Caminho formativo: Amoris Laetitia - Pe. Silvio Roggia SDB

4. O amor no matrimônio

Papa Francisco escolheu como canção do amor dentro da encíclica dedicada à 'alegria do amor', aquela que Paulo incorporou em sua primeira Carta aos Coríntios. Era uma 'família- comunidade' com não poucos problemas, incluindo os problemas muito graves em relação às relações famliares -; e mesmo assim Paulo os considera capazes de um amor/caridade que nunca acaba. Quer dizer que há boas chances para todos, de serem transformados no amor, em Corinto ou em qualquer outra parte, em todas as épocas. E quem hoje acredita em nós, mais do que qualquer outra pessoa, é o próprio Papa Francisco.
É belo deixar Francisco cantar esta canção, que com sua sabedoria de pastor, sabe unir a altura e a profundidade do mistério - visto que 'Deus caritas est': Deus é amor... nunca menos! - , com as iniciativas mais cotidianas que a vida em família percorre nas trilhas do amor- 'três palavras: com licença, obrigada, desculpe'... (AL 133). Mas atenção: não é uma canção tocada no rádio para nos distrair enquanto esperamos em uma fila de semáforo. Dediquemo-na um tempo melhor, sem pressa, deixemos que estas páginas, pouco a pouco nos engrandeçam o coração, esquentando-o com a alegria do amor. Uma estrofe de cada vez e não tudo de uma só vez. São 54 páginas na edição das Paulinas: o mais longo entre os nove capítulos de Amoris Laetitia. O que também mostra o quanto isto é importante para o Papa.
Aqui nos restringimos ao leitmotiv do hino da caridade, da maneira como Papa Francisco o interpreta: as quatro palavras que dizem tudo. Tudo perdoa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

Tudo perdoa

Tudo. Amor e tudo combinam tão bem juntos que onde se busca usar uma medida menor do que o 'tudo' para o Amor, aí o amor não existe mais. São Paulo coloca o coração da caridade nestas 8 palavras. Os "bem-aventurados" repetidos oito vezes - Mateus 5,3-10 - onde todo o Evangelho está incluído e se abre.
Se parte de 'stegei' traduzido como 'desculpa' ou 'apoio'. 'O amor convive com a imperfeição, desculpa-a e sabe guardar silêncio perante os limites do ser amado'. (AL 113). Papa Francisco começa da maneira como falamos um com o outro.
Os esposos, que se amam e se pertencem, falam bem um do outro, procuram mostrar mais o lado bom do cônjuge do que as suas fraquezas e erros. Em todo o caso, guardam silêncio para não danificar a sua imagem. Mas não é apenas um gesto externo, brota duma atitude interior. (AL 113).
A atitude interior que está por detrás e está dentro deste primeiro 'tudo' do amor é como um ponto de partida que sem o qual não se chega a fazer os três passos seguintes. A sintonia com as primeiras duas bem-aventuranças é palpável se formos além da superfície das palavras como soam em nossas traduções. Se não se é pobre e não se sabe sofrer (bem-aventurados os aflitos), não se chega a andar no caminho do Reino de Deus. Quando aceitamos o nosso limite ('diante de Deus, todos somos pobres' Madre Teresa) e reconhecemos que somos 'humus', que somos tão cheios de humanidade e por isto mesmo tão amados, então o coração se abre à compaixão também diante dos limites do outro. Saber chorar junto, abre o caminho da consolação, campo em que o Espírito Santo é o especialista absoluto.
É preciso bom humor para que consigamos reconhecer a nossa pobreza e a do próximo. A primeira palavra usada por São Paulo para nos dizer o que é a caridade deveria ser traduzida assim: makrothymei... é o humor que se torna 'macro', que se alarga, que sabe dar lugar, tempo: "a caridade é paciente" (1 Cor 13,4). Esta paciência reforça-se quando reconheço que o outro, assim como é, também tem direito a viver comigo nesta terra. Não importa se é um estorvo para mim, se altera os meus planos, se me molesta com o seu modo de ser ou com as suas ideias, se não é em tudo como eu esperava. O amor possui sempre um sentido de profunda compaixão, que leva a aceitar o outro como parte deste mundo, mesmo quando age de modo diferente daquilo que eu desejaria. (AL 92) Vamos partir lá do berço, onde a nossa pobreza é quase absoluta e onde temos necessidade de tudo e para tudo da compaixão dos outros - a mesma situação que se repetirá no fim de nossa vida. O berço nos posiciona desde os primeiros dias de nossa vida nesta primeira bem-aventurança que abre o caminho para o Reino de Deus. O fato que em Belém houve uma manjedoura num estábulo, faz com que a mensagem fique mais clara e universal. O reino dos céus tem acesso apenas pela porta de entrada da pobreza.
A família se torna berço da vida e do amor, começando pela pobreza do espírito, com a qual aprendemos a usar uns com os outros, o 'tudo perdoa', da caridade. Maria e José são guias seguros se quisermos percorrer o caminho certo para fazermos da família, berço da vida e do amor. Somos hoje muito mais espertos em outras coisas, mas sobre a pobreza evangélica, que abre o coração à caridade que tudo perdoa, ninguém está à frente deles.
* Durante este mês, deixemo-nos acompanhar pelo hino da caridade de São Paulo (1 Cor 13,1-13). Para os mais corajosos: poderiam memorizar estes 13 versículos para tê-los sempre consigo.

Tudo crê Consagre-se confie e sorria.

Este slogan, que se tornou bem conhecido pelas camisetas da ADMA para a JMJ 2016 em Cracóvia, é como um programa de treinamento. Quanto mais praticamos isso, mais cresce a nossa confiança. Confiar é o oxigênio do amor.
Esta confiança básica reconhece a luz acesa por Deus que se esconde por detrás da escuridão, ou a brasa ainda acesa sob as cinzas. É precisamente esta confiança que torna possível uma relação em liberdade. Não é necessário controlar o outro, seguir minuciosamente os seus passos, para evitar que fuja dos meus braços. O amor confia, deixa em liberdade, renuncia a controlar tudo, a possuir, a dominar. (AL 114-115)
Confiar é o modo mais eficaz de aprender a ser fiel. Em Lumen Fidei, encíclica escrita em conjunto por Bento e Francisco, o ser 'fiel' se aplica tanto a Deus quanto a nós (LF 10). Ele é fiel e confia: tudo crê no querer-nos bem. Se o "tudo perdoa" nos pede uma coragem 'macro', o exercício da confiança em Deus e no próximo aumenta nosso coração: torna-nos capazes de abraçar a sua vontade, como sempre pedimos no Pai Nosso, e de fazê-lo na medida do primeiro mistério gozoso em Nazaré e do primeiro mistério doloroso no Getsêmani. Crer não é um sim ou não como se pudéssemos ligar ou desligar um interruptor: é um treino que nos faz crescer dia após dia, até desejarmos apenas o que agrada a Deus, ficarmos com fome e sede, como diz a quarta bem-aventurança.
Quando confiamos, o horizonte se alarga. Ao pequeno sonho de formar uma família com José, o carpinteiro da aldeia, se interpõe o sonho de Deus, o qual não cancela nem Nazaré, nem a oficina do carpinteiro, nem a humilde casa daquele lugar desconhecido da Galiléia. Tudo entra em um amor maior 'assim na terra, como no céu '. Interessante que no texto original, tanto em grego como em latim, o céu vem antes que a terra: é a primeira coisa em que devemos confiar, e é àquela grandeza, àquela medida que nos elevamos, se também nós, dissermos o nosso sim. Francisco nos garante que a mesma dinâmica vale também dentro das paredes domésticas. Se o nosso amor 'tudo crê' , começaremos a descobrir e partilhar a grandeza que cada um tem dentro de si:
Uma família, onde reina uma confiança sólida, carinhosa e, suceda o que suceder, sempre se volta a confiar, permite o florescimento da verdadeira identidade dos seus membros. (AL 115)

Sementes para lançarmos...

TUDO PERDOA
Como falo dos membros de minha família? Como falo com cada um deles? As três palavras nas quais Francisco insiste "com licença, obrigado, desculpa" (AL 133) fazem parte de meu vocabulário cotidiano?
TUDO CRÊ
Quanta confiança vem de minha parte nos relacionamentos que tenho com os meus familiares? Quanto me confio ao Senhor e a Maria e quanto confio no Senhor e em Maria?

Notícias

MADRI (ESPANHA)
No dia 22 de outubro celebramos a confraternização anual dos Conselhos da ADMA da Região Centro de Madri. Iniciamos com a oração das Laudes, na Capela dos mártires do Santuário de Maria Auxiliadora de Atocha, em seguida, foi celebrada a Eucaristia presidida por Pe. Samuel Segura, vigário de nossa Inspetoria São Tiago Maior. Continuamos durante toda a manhã, trabalhando sobre os temas propostos. Pe. José Antonio Hernandez, Delegado inspetorial para a Familia Salesiana, acompanhou-nos nos trabalhos da manhã. Participaram 25 Conselhos locais. Agradecemos a Maria Auxiliadora que nos reune para que continuemos a caminhar a seu lado. No dia 9 de novembro, participamos como ADMA, da Eucaristia e da procissão de Nossa Senhora de Almudena, padroeira de Madri, junto com nosso futuro Cardeal, Dom Carlos Osoro (Blanco Somozo Gloria).

FILIPINAS - 34º ENCONTRO NACIONAL
A Associação de Maria Auxiliadora das Filipinas teve o seu 34º Congresso Nacional no dia 22 de outubro de 2016. Foi na paróquia Santo Ildefonso em Makati City. O tema do encontro neste ano foi: "Na escola de Maria, Mãe da Misericórdia". Pe. Antonio Molavin, SDB, pároco, deu as boas-vindas e fez um breve histórico da paróquia. A Santa Missa foi presidida por Pe. Remo Bati, SDB, animador inspetorial. No encerramento, antes da bênção final, 14 membros foram aceitos na Associação.

TURIM - RETIRO DA ADMA DOS JOVENS
Por ocasião da festa de Todos os Santos, mais ou menos quarenta jovens, dois sacedotes, três famílias jovens encontraram-se para três dias de retiro. Uma combinação perfeita entre as pastorais juvenil e familiar para viverem em profundidade os três dias juntos. Escolhendo o sorriso. Buscando a paz do coração. Colocando-se a serviço. E pedindo a sabedoria. Para começar bem e manter a postura da alegria! Para compreender e compartilhar o amor incondicional e misericordioso do Senhor. #admacè #stayhappy. #affidaconfidaesorridi (Elena Scavino)

TIMOR LESTE - ASSEMBLÉIA NACIONAL
A Assembléia Nacional da ADMA do Timor Leste aconteceu em Baucau, nos dias 12-13 de novembro de 2016. Cento e cinco associados participaram. O objetivo da Assembléia foi a eleição do novo Conselho Nacional para o período de 2016-2021. A assembléia teve início com a celebração da Santa Missa presidida pelo Pe. Apolinario Neto, Inspetor, e, concelebrada por Pe. Manuel da Silva Ximenes, SDB, (Animador Nacional da ADMA) e por Pe. Inocencio Diamantino, (Animador de Dili). Estiveram presentes algumas FMA, entre elas, Ir. Alma Castanha, Inspetora, Ir. Brigida Sousa (Dili), Ir. Evangelina Xavier (Laga), Ir. Jacinta Gusmão (Baucau) e Ir. Teresa do Carmo (Kailako-Maliana). Algumas palestras lembraram do Regulamento da ADMA, a fim de encorajar a viver a identidade do associado da ADMA como membro da Igreja e da Família Salesiana, trabalhando pelo crescimento da família e dos jovens no mundo de hoje. Uma palavra muito forte para a ADMA é viver como família cristã e como Família Salesiana, elaborando o projeto pessoal de vida a ser praticado na vida familiar. A Família vive junto, reza junto e se alimenta junto", isto é a chave para a vida da família. "A família leva Deus um ao outro e leva Deus a casa um." Pe. Manuel da Silva Ximenes explicou o processo para a eleição do novo Conselho em Timor Leste, com a decisão de dividir a Província em duas regiões (oeste e leste), logo, a necessidade de duas vice presidentes, duas secretárias e duas Tesoureiras.
Foram eleitas: Presidente Maria Fatima Belo; vice presidentes Juvita Lemos (Dili/Oeste) e Lidia (Ftaumaca/Leste); secretários: João de Brito (Laga/Leste) e Beatriz de Sousa (Dili/Oeste); tesoureiros: Rosa Maria Ornai (Dili/Oeste) e Tomas (Lospalos/Leste).
No da seguinte, a Celebração Eucarística de encerramento, foi presidida pelo Bispo de Baucau, Dom Basilio do Nascimento, que, na homilia, pediu à ADMA pra criar um espírito de solidariedade entre os membros, viver com responsabilidade e trabalhar incansavelmente pelo Reino de Deus, como pessoas compromissadas na Igreja e segundo o carisma salesiano

LESTE DA ÁSIA - AUSTRÁLIA - ENCONTROS DE DELEGADOS DA FAMÍLIA SALESIANAS
Após a constituição do Secretariado para a Família Salesiana, depois do Capítulo Geral 27, a equipe central tem proporcionado em todas as 7 regiões salesianas, sessões de formação para os Delegados dos Salesianos para a Família Salesiana (FS). Na região Ásia Leste-Oceania foram organizados três encontros de 3 dias cada um, na Coréia do Sul, Vietnã e Filipinas.
Primeiro encontro - Coréia - Seul - 15-17 de novembro
O primeiro teve lugar em Seul de 15 a 17 de novembro, e mais de 40 pessoas participaram - 31 Salesianos, 2 noviços SDB, 6 Filhas de Maria Auxiliadora e 2 sacerdotes diocesanos, como Cooperadores Salesianos - provenientes da Austrália, China, Japão, Coréia do Sul e Mongólia. Foi significativa a presença dos Inspetores da Coréia, Pe. Stefano Yang, da China, Pe. Gianfranco Fedrigotti, e do Japão, Pe. Mario Yamanouchi.
O Secretariado Mundial para a Família Salesiana estava representado quase por completo, com Pe. Eusebio Munhoz, Delegado do Reitor-Mor; Pe. Giuseppe Casti, Delegado Mundial para os Cooperadores Salesianos; Pe. Joan Lluis Playa, Assistente Central para as Voluntárias de Dom Bosco e os Voluntários com Dom Bosco; e Pe. Pierluigi Cameroni, Animador espiritual mundial da Associação de Maria Auxiliadora. A sinergia e a integração entre eles constituiu-se em um bom modelo de animação a nível inspetorial.
Objetivos dessas sessões foram:
" Transmitir a rica realidade da Família Salesiana no mundo;
" Estudar alguns textos fundamentais para a FS a fim de revitalizá-la;
" Individualizar os objetivos operacionais para construir a FS em cada Inspetoria;
" Promover uma maior sinergia a nível de FS, entre as Inspetorias.
A escuta dos testemunhos dos leigos colaboradores nas missões salesianas e dos membros da Família Salesiana foi o centro deste encontro. No término do encontro, cada Inspetoria se comprometu a trabalhar em um PLANO DE AÇÃO para a Família Salesiana (2016-2019), com um foco específico para assegurar quatro pontos:
1. uma sólida estrutura em cada Inspetoria , com Delegado, Consulta inspetorial, Festa inspetorial da FS e formação conjunta dos vários grupos;
2. a formação em todos os níveis;
3. o acompanhamento individual e nos grupos;
4. uma matura responsabilidade dos leigos.
Segundo encontro: Vietnã - K'Long - 20 - 22 de novembro
A segunda sessão de formação dos delegados da Família Salesiana aconteceu no Centro Salesiano de espiritualidade de K'Long, Vietnã, de 20 a 22 de novembro. Os participantes foram mais ou menos 60 pessoas. A maior parte proveniente do Vietnã (18 SDB, entre os quais, o Inspetor Pe. Joseph Nguyen Quang; 2 FMA; 3 VDB; 10 ASC e 1 ex-aluno), 5 SDB da Tailândia, 3SDB e 2 FMA do Cambodja, 1 SDB e um ex-aluno de Myanmar e 1 SDB do Japão. Presença significativa de Noemi Bertola, Coordenadora Mundial dos Cooperadores, e de Olga Krizova, Responsável Mundial das Voluntárias de Dom Bosco.
Terceiro encontro: Filipinas - Cebu - 25-27 de novembro
A terceira sessão foi na Casa de Retiros de Cebu-Pasil. Participaram delegados provenientes das Filipinas Sul (FIS), Filipinas Norte (FIN), Pápua Nova Guiné e Ilhas Salomão (PGS) e Timor Leste-Indonésia (ITM). Entre os quarenta participantes estiveram presentes 25 SDB, entre os quais os dois inspetores, das Filipinas Norte, Pe. Paul Bicomong e Filipinas Sul, Pe. Godofredo Atienza, 4 FMA, 4 Cooperadores Salesianos, um ex-aluno e uma VDB..

A ADMA nestes países está presente de forma significativa no Timor Leste e nas Filipinas, alguns grupos estão bem iniciados no Japão, Coréia, China. Esses encontros foram uma grande oportunidade para apresentarmos a ADMA com seu novo olhar. O interesse foi grande, assim como o desejo de fazer crescer este grupo da Família Salesiana ou de iniciá-lo lá onde ainda não existe, em particular nas paróquias salesianas. Além disso salientou-se o grande desafio da família e do crescimento da responsabilidade da vocação dos leigos, sobretudo na direção dos grupos locais. Obrigado a todas as comunidades salesianas que nos acolheram com grande atenção, interesse e disponibilidade.


Espanha - Aberta a causa de canonização de Carmen Nebot Soldán,
devota de Maria Auxiliadora e associada da ADMA

A Assembléia Ordinária dos Bispos da Espanha Meridional deu a sua aprovação à abertura da causa de canonização da Serva de Deus Carmen Nebot Soldán, da diocese de Huelva. Essa senhora foi uma mãe de família, que viveu com uma profunda devoção ao Santíssimo Sacramento e à Virgem Maria sob o título de Auxiliadora. Foi para o céu em 24 de março de 2007 em La Palma del Condado e desde então a sua fama de santidade não parou de crescer.
Carmela, como era conhecida, nasceu em La Palma del Condado (Huelva), no dia 23 de abril de 1933. De família cristã, logo se empenhou nas atividades de sua paróquia. Casou-se em 1958 com Tomas Salvador Noguera Cepeda, e tiveram seis filhos, que foram educados na fé. Hoje, uma de suas filhas é religiosa das Irmãs da Companhia da Cruz e um outro filho, chamado João Bosco, é o diretor leigo do colégio salesiano de La Palma del Condado.
A sua imensa caridade foi vivida em uma profunda experiência de fé cristã. Pertencia ao grupo "Vivências de Fé" (Experiências de Fé), escola do Evangelho e de oração. Participava assiduamente da vida da Associação de Maria Auxiliadora (ADMA). Não surpreendentemente, portanto, sentia um carinho especial pela Nossa Senhora de Dom Bosco, por causa de sua espiritualidade salesiana.
De seus escritos emerge a figura de uma mulher que tinha estabelecido uma autêntica intimidade com Deus através da oração. A sua confiança no Senhor se refletia também nos momentos de sofrimentos: "a vida do Cristão é uma luta que dura a vida inteira", "a oração simples e humilde nos une a Deus e nos dá força". Desenvolveu a sua vida cristã no ambiente doméstico, através das atividades próprias de uma dona de casa, em espírito de sacrifício e de serviço generoso, reforçando a Igreja doméstica que é a família. Mas o seu testemunho ía além de sua casa. Era catequista e tinha um grande amor pelos pobres e doentes, para os quais manifestava a sua caridade.
'É válido salientar que é uma associada da ADMA, casada - comentou Pe. Pierluigi Cameroni, Postulador Geral das Causas dos Santos da Família Salesiana - . Para a ADMA é a confirmação de um caminho de santidade e de apostolado que hoje se renova e se atualiza com uma atenção especial à família".


   INFO ADMA     -     INFO ADMA     -     INFO ADMA    -     INFO ADMA      

SEDE ADMA | Torino-Valdocco, Italia: ADMA | Santuario Basilica di Maria Ausiliatrice
Via Maria Ausiliatrice 32 | 10152 TORINO-VALDOCCO / ITALIA
Tel.: 0039-011-5224216 / Fax.: 0039-011-52224213
E-mail: adma.torino@tiscali.it 
                  
Presidente ADMA: Signor LUCCA TULLIO ((encargo até 2014) E-mail: lucca.tullio@alice.it
Animador Espiritual da ADMA: Don Pier Luigi CAMERONI |
Casa Generalizia SDB - Via Pisana 111 - 00163 ROMA -
E-mail: pcameroni@sdb.org
                       
Internet: www.donbosco-torino.itwww.admadonbosco.org



Visita Nr. http://counter.digits.net/wc/-d/4/scudum