HOME | ARCHIVIO RIVISTA MARIA AUSILIATRICE 2000-2012 | ADMA ON LINE 2008-2012INFO VALDOCCO  
Via Maria Ausiliatrice 32 - 10152 Torino-Valdocco | ADMA Valdocco: adma.torino@tiscali.it  |

 

ADMA on LINE

ADMA: ASSOCIAÇÃO DE MARIA AUXILIADORA
 Mensagem Mensal :  24 de julho-agosto 2016
   

Maria nos convida a perseverar na oração

Também através da ADMA, Nossa Senhora quer manifestar que a sua presença é viva e onde quer que Ela esteja, há alegria e gratidão no coração. O caminho de fé e de oração com Maria nos torna fortes e deixa-nos saborear a alegria da vida no Espírito Santo. É um prazer ver como tantos membros em várias reuniões, peregrinações, momentos de orações, na vida cotidiana experimentam da proximidade de Nossa Senhora e vivem experiências de festa, com cantos de alegria, de júbilo e de ação de graças. Viver a cada dia com Maria significa experimentar a alegria do Evangelho, desfrutar de como a vida é uma surpresa, algo surpreendente, é uma graça para ser aceita e fazer frutificar. Agradecemos pela presença de Maria em nossa vida, em nossa Associação, na vida da Igreja e da humanidade do nosso tempo. A presença de Nossa Senhora nos transforma. Isso preenche a nossa vida e nos enche de alegria. Com Nossa Senhora, sentimos a presença do Senhor e vivemos na graça de Deus.
Maria está conosco porque estamos passando por uma etapa difícil da história. Muitas pessoas vivem como se Deus não existisse. Muitos sistemas políticos, econômicos, e visões culturais, projetam e agem sem qualquer referência a Deus e à sua lei. A Bíblia diz: "Maldito o homem que confia no homem." Nós estamos confiando demais no homem, e não em Deus. A verdadeira felicidade, em vez disso, vem da observação dos mandamentos de Deus e em fazer a sua vontade, porque sem Deus não temos, nem futuro, nem vida eterna.
Nossa Senhora está realizando o triunfo do seu Coração Imaculado, como disse em Fátima, também através de nós, que dissemos sim à santidade, sim para viver as suas mensagens, sim para viver os mandamentos de Deus, sim para viver e nos alegrar na lei de Deus... Nós somos pobres instrumentos, mas quando o Senhor nos toma para si, nos transforma... Enquanto Ela está conosco e nos guia, nós somos serenos; porque Ela é a nossa esperança, Ela é a estrela que está nos levando para o seu Jesus. Entregamos a Ela todo o nosso passado e nos deixamos guiar por Ela. Consagramo-nos ao seu Coração Imaculado para sermos um pouco parecidos com Ela. Perseveramos como solteiros, como famílias e como grupos na oração simples e forte do Santo Terço, na prática da piedade popular, na participação ativa e consciente na liturgia da Igreja. Maria Auxiliadora e Imaculada nos abençõe com a sua bênção materna de paz e de amor!


Sr. Lucca Tullio, Presidente & Pe. Pierluigi Cameroni SDB, Animador Espiritual


Com Maria e como Maria
Regenerados em sua Misericórdia

____________________________________________________
_________________________

10. CHAMADOS A PERMANECER NA MISERICÓRDIA DE DEUS

Por um erro, não saiu em junho, a última catequese de Irmã Linda Pocher, FMA, sobre o tema da Misericórdia. Pedimos desculpas e mais uma vez oferecemos esta última meditação. Renovamos nossos agradecimentos a Irmã Linda, por sua disponibilidade e pela rica contribuição que nos ofereceu com essas meditações que convidamos você a explorar.

O coração de Jesus é o coração da misericórdia
Segundo Papa Francisco, o ano Jubilar não é uma iniciativa pastoral, entre outras, logo criada e logo esquecida. Trata-se, antes, de um início de um "novo tempo", destinado a continuar, enquanto o estilo de misericórdia, que é a marca da qualidade da vida cristã, não tenha imbuído a Igreja e o mundo inteiro. "Quanto desejo - escreve o Papa - que os anos futuros sejam permeados de misericórdia para ir ao encontro de todas as pessoas, levando-lhes a bondade e a ternura de Deus! A todos, crentes e afastados, possa chegar o bálsamo da misericórdia, como sinal do Reino de Deus já presente no meio de nós" (MV5). Justamente por isto, ao término do caminho de formação deste ano, queremos ir mais uma vez à fonte da qual flui para nós, a misericórdia de Deus, ou seja, o próprio coração de Jesus, que na cruz foi aberto pela lança, irrevogavelmente. São João, que estava presente, com Maria, aos pés da cruz, conta ter visto sair do lado de Jesus, sangue e água (Jo 19,34; 1Jo 5,6-8). O sangue e a água representam os sacramentos do Batismo e da Eucaristia, através dos quais, os tesouros da misericórdia divina se derramam verdadeiramente sobre nós. Celebrando os sacramentos, na verdade, nós recebemos realmente dentro de nós a vida de Jesus, somos verdadeiramente perdoados, estamos reconciliados com Deus e com o próximo.
Bento XVI, em sua encíclica sobre o Amor, escreve que apenas na frente do coração trespassado de Jesus se pode realmente entender o que significa que "Deus é amor" (1Jo 4,8): sobre a cruz, de fato, "cumpre-se aquele virar-se de Deus contra Si próprio, com o qual Ele Se entrega para levantar o homem e salvá-lo - o amor na sua forma mais radical". Jesus deu a este ato de oferta uma presença duradoura através da instituição da Eucaristia durante a Última Ceia. Antecipa a sua morte e ressurreição entregando-Se já naquela hora aos seus discípulos, no pão e no vinho. Assim Jesus fez que também nós, ao participarmos da Eucaristia, "sejamos arrastados no seu ato oblativo". Tornamo-nos uma só coisa com Ele e nos tornamos capazes de amar o próximo como Ele ama, pois "a união com Cristo é, ao mesmo tempo, união com todos os outros aos quais Ele Se entrega. Eu não posso ter Cristo só para mim; posso pertencer-Lhe somente unido a todos aqueles que se tornaram ou tornarão Seus". Graças à Eucaristia, Jesus torna possível a nós, a prática do "mandamento do amor": mais: o amor não pode ser "um mandamento"; "porque, antes de tudo, foi doado" (Deus Caritas est. 12-14). Eis porque Jesus, antes do "mandameno" do amor recíproco, ou seja, do exercício prático da misericórdia, convida os discípulos para "permanecerem no amor" (Jo 15,9).
Este convite, Ele o faz hoje também a nós: "Permanecei em meu amor! - diz Jesus - Foram regenerados pela minha misericórdia, foram curados, libertados, perdoados... não se afastem de mim! Meu Espírito estará sempre com vocês e sua vida será cheia de alegria e de amor: vocês sempre serão capazes de pedir perdão, agradecer, amar. Através de vocês, a minha misericórdia poderá atingir aqueles que ainda estão longe de mim. Se se deixarem amar por mim a cada dia, a cada circunstância triste ou alegre de sua vida, haverá mais amor no mundo, e o mundo se tornará mais humano e justo. Não se afastem de mim! Como o Pai me amou, eu também amo vocês: permaneçam em meu amor".

Pergunto-me: como participo da Eucaristia? O que faço para permanecer no amor de Jesus?

O sacerdote é o amor do coração de Jesus
São Cura D'Ars, tão humilde quanto consciente da seriedade da missão que lhe fora confiada por Deus, afirmava que "removendo o sacramento da ordem, não teríamos o Senhor. Quem O colocou lá no Tabernáculo? O sacerdote. Quem acolheu a sua alma ao nascer? O sacerdote. Quem a nutre para dar-lhe força para cumprir a sua peregrinação? O sacerdote. Quem a reparará para que compareça diante de Deus, lavando-a pela última vez no sangue de Jesus Cristo? O sacerdote, sempre o sacerdote. E se esta alma vier a morrer pelo pecado, quem a ressuscitará, quem lhe dará a calma e a paz? Também o sacerdote... Depois de Deus, o sacerdote é tudo!... Ele próprio não entende bem, a não ser no céu". Também Dom Bosco estava convicto de que o padre não vai sozinho ao céu, não vai sozinho ao inferno. Se andar bem, vai ao céu com as almas salvas por ele, por seu bom exemplo; se andar mal, se causar escândalo, perder-se-á, com as almas danificadas por seu escândalo". Impulsionado por essa crença, no decurso da sua vida dedicou muita energia para ajudar os seminaristas e sacerdotes a viverem plenamente sua vocação.
Neste Ano Santo, Papa Francisco está pedindo muito aos sacerdotes: ele deseja que eles sejam verdadeiramente pastores, como Jesus Bom Pastor. Que eles estejam presentes em meio ao rebanho, como Jesus: grande retidão interior em busca da vontade do Pai e o bem dos irmãos; sem medo de se misturar aos pecadores, de tocar os doentes, de levar sobre si os sofrimentos e misérias dos pobres; honestidade e doçura em proclamar a verdade do Evangelho; capacidade de discernimento e atenção à realidade de cada um, para que o próximo não fique carregado de pesos impossíveis de carregar... Que os sacerdotes sejam santos, no entanto, é em primeiro lugar o desejo de Jesus, que se comprometeu a fazer-se presente particularmente através da pessoa do sacerdote, especialmente quando ele celebra os sacramentos, mas também quando escuta, conforta, aconselha. E quanto mais o sacerdote estiver disponível para morrer por seu rebanho, como Jesus o fez, mais Jesus poderá tornar fecundo, o seu ministério.
O sacerdote, todavia, permanece homem, pecador. Um que, como todos os outros homens, tem necessidade de ser continuamente perdoado, consolado, confirmado na fé. O sacerdote é um, a quem Jesus repete hoje, o que na última ceia dissera a Pedro: "eis que Satanás vos reclamou para vos peneirar como trigo; mas eu roguei por ti, para que a tua confiança não desfaleça; e tu, por tua vez, confirma os teus irmãos" (Lc 22,31-32). De fato, também o sacerdote deve se confessar frequentemente, deve rezar todos os dias, todos os dias deve se deixar aperfeiçoar pela Palavra e pelo Espírito, deve se exercitar para dar espaço à vontade de Deus, e estar sempre pronto para fazer as obras de misericórdia que Ele coloca a seu alcance. O ministério que recebera, em suma, é um "tesouro em vasos de barro, para que transpareça claramente que este poder extraordinário provém de Deus e não de nós" (2Cor 4,7). Apenas se permanecer no Pai, no Filho e no Espírito Santo, de fato, o sacerdote poderá ajudar o próximo a entrar naquele amor.
O fato de que Jesus tenha reservado apenas a alguns entre os cristãos, o ministério sacerdotal, não deve fazer com que os outros fiquem indiferentes ou passivos. No corpo de Cristo, que é a Igreja, de fato, cada membro é responsável pela saúde do próximo, cada um é chamado a se alegrar com quem está alegre, e a sofrer com quem está chorando e a levar "os pesos uns dos outros" (Gal 6,2). Somos todos responsáveis, em suma, pela santidade dos sacerdotes e podemos apoiá-los, muito concretamente, através de algumas ações simples: em primeiro lugar, podemos rezar todos os dias pelas vocações sacerdotais e pela santificação dos sacerdotes; em segundo lugar, devemos procurar falar sempre bem dos sacerdotes, e, quando isto não for possível, sugere Dom Bosco, melhor ficar quieto (em caso de culpa muito grave, é certo falar, mas apenas à autoridade competente. Na verdade, espalhar por todo lado os pecados do próximo, como poderia fazer bem à Igreja?); finalmente, é bom tratar os sacerdotes como trataríamos Jesus, pedir a ajuda deles e lhes oferecer sua cooperação, como você faria com Jesus, tendo o cuidado de evitar tanto "usar" o sacerdote por interesse próprio, quanto competir com ele. Estas pequenas precauções, se praticadas com amor, são verdadeiras obras de misericórdia.
Pergunto-me: o que penso, o que digo sobre os sacerdotes? Como me comporto em relação a eles?

Se forem filhos devotos para mim, eu serei Mãe amorosa para vocês
"Se permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedirei tudo o que quiserdes, e vos será feito" (Jo 15,7). Com esta solene promessa, Jesus sela a sua aliança de amor para conosco. E se olharmos a vida dos Santos, que permaneceram Nele e colocaram em prática as suas palavras, podemos ver que Jesus sempre cumpre esta promessa. No famoso sonho das duas colunas, Nossa Senhora se dirige a Dom Bosco e a seus jovens com uma expressão similar: "Se vocês forem para mim, filhos devotos, eu serei para vocês, Mãe Amorosa". Maria insiste, ainda, que a cada dom de amor, corresponde justamente só com o amor, ou seja, com a plena confiança, a obediência, o dom incondicional de si mesmo. Quanto mais entrarmos nesta lógica, tanto mais nos transformamos em uma fonte, através da qual a misericórdia de Deus pode passar e permeiar as relações e as situações em que nos encontramos (Jo 4,14; 7,38).
A Beata Ir. Eusebia Palomino FMA é um exemplo luminoso desta verdade. Nasceu e cresceu em uma família muito pobre, e aprendeu dos pais, a reconhecer em cada coisa, o terno toque do amor de Deus, e cultivara, desde criança, o desejo de se doar totalmente a Ele, sem descontos e sem meias medidas. Após a profissão religiosa, em 1924, foi enviada a Valverde do Caminho, na Espanha, onde trabalha na cozinha, na horta, na despensa, e um pouco no oratório. Ir. Eusébia não é bela e não tem cultura, mas quem a encontra, descobre nela, um conhecimento muito profundo das coisas de Deus e uma notável capacidade de discernimento espiritual. As meninas nunca se cansavam de ouvi-la: ela fala-lhes de Jesus Crucificado, de Nossa Senhora, das missões, do Paraíso.
Sacerdotes e seminaristas vinham de cidades vizinhas para lhe pedir conselho. Além disso, um após outro, começam a aparecer pequenos e grandes episódios que surpreendem. O que pede na oração, de fato, Ir. Eusébia alcança: um dia, tranquiliza com dados precisos e intrigantes, uma mãe que tem o filho na guerra em Marrocos. Outra vez, faz jorrar água de um poço seco; num outro dia, "não permite" que chova em uma pobre casa em construção, para que o proprietário não fique prejudicado. Numa outra vez, encontra ovos no galinheiro quando, as outras irmãs, um momento antes, não haviam encontrado nenhum".
Estes e outros acontecimentos extraordinários, no entanto, não perturbam a sua simplicidade. Na verdade, Ir. Eusébia, move-se no horizonte da pequenez, cantado por Maria no Magnificat: "nesta lógica - escreve Ir. Antônia Colombo - vive naturalmente. Considera-se como uma vassoura que se pega e depois se deixa de lado, porque amadureceu uma disponibilidade absoluta. Fica, portanto, longe das complicações e desistências induzidas pelo complexo de inferioridade ou por timidez". Estava sempre pronta para promover a comunhão entre as coirmãs e as pessoas em geral, não fala a não ser para abençoar e agradecer, mesmo que lhe custe sacrifício e abnegação, por causa de seu caráter, pela natureza exigente e intransigente. Encontra a força na Eucaristia e na Virgem Maria, de quem jamais se cansa de propagar a devoção. Escreve centenas de cartas e usa todas as ocasiões, oportunas e inoportunas, para promover entre os sacerdotes e o povo, a "consagração" a Nossa Senhora. Entregar a própria vida, toda inteira, nas mãos de Maria, de fato, é na sua opinião, a melhor maneira de viver os compromissos do Batismo, ou seja, manter-se verdadeiramente no amor de Jesus.
Viver e difundir a verdadeira devoção a Maria Auxiliadora é uma tarefa fundamental da ADMA. Pergunto-me: em que medida esta preocupação invade e orienta as minhas escolhas cotidianas e o meu estilo de vida?

NOTÍCIAS

ZITACUARO (MÉXICO) - NOVO GRUPO ADMA
Um pequeno grupo ADMA surgiu em nosso Colégio Lumena, na cidade de Zitacuaro, Michoacán, com a diretora, Ir. Gabriela Murgía, e com a Ir. Ana Maria Martinez, animadora local da ADMA, que com grande entusiasmo fizeram renascer esta devoção entre os alunos do primeiro e segundo graus. (Ir. Leticia Navarrete Macias, Animadora espiritual da ADMA - México Sul)

BENIM - PEREGRINAÇÃO NACIONAL - "ADMA: AMAR MARIA"
No dia 7 e 8 de maio de 2016, a ADMA de Benim, animada pelos Padres Jean Lemondo e Raphael Coulibaly, fez a sua peregrinação nacional ao Santuário de Allada. Os 97 peregrinos, eram de Parakou, Zogbo, Menotin, St Michel Ouando, Centro di Magone Tokpota e Saint François Xavier. Após a acolhida das delegações, a secretária de cada delegação apresentou a relação das atividades desenvolvidas. No geral, há uma variedade de atividades com grande espírito de iniciativa para reavivar a devoção a Maria Auxiliadora. A procissão com as velas e a meditação dos Mistérios Gozozos, com a imagem de Maria Auxiliadora, encerrou a noite. Para terminar este primeiro dia, fizemos uma celebração penitencial seguida da Adoração Eucarística, com a possibilidade de confessarem até meia noite.
No dia seguinte nos encontramos diante da Porta Santa do Jubileu da Misericórdia. Depois das explicações do rito, fizemos a passagem através da Porta Santa, como pedido por Papa Francisco.
Após a missa, nos encontramos para o tema da Estréia do Reitor-Mor para 2016: "Com Jesus, percorramos juntos a aventura do Espírito", apresentada por Pe. Raffaele. E logo após houve uma partilha sobre essas perguntas:
1- Qual é a nossa visão e a nossa abordagem para com a juventude de hoje?
2- Como ADMA, como ser Dom Bosco hoje?
Foi um bom momento de encontro, de conhecimento, e sobretudo de oração entre os diversos associados, onde foram feitas novas amizades e compartilhada uma escola de iniciativas.

CORÉIA - PRIMEIRO GRUPO DA ADMA
24 de maio de 2016: dia memorável para 13 novos membros da Associação ADMA na Coréia!
Faz anos que estudávamos como realizar, também na Coréia, o lançamento da ADMA. Esta meta foi atingida graças à determinação e a corajosa espera de Ir. Lee Susanna FMA, depois de mais de um ano de preparação através de cursos de "mariologia", em estilo simples, chamados "Escola de Maria", que incluíam um encontro por semana, com a reza do Santo Terço, a Santa Missa, duas aulas de formação e momento de confraternização.
Na casa das Filhas de Maria Auxiliadora, "Mãe da Escuta", em GwangJu (Coréia), 13 candidatas passaram a Vigília da Festa de Maria Auxiliadora em retiro espiritual. Seguindo a linha indicada pelo responsável geral da ADMA, Pe. Pierluigi Cameroni, foi apresentado o Regulamento da ADMA. O diretor Salesiano, Pe. Park Hae Sung Giovanni Bosco, em sua palestra, desenvolveu o tema: "Maria, a Nossa Senhora de Dom Bosco", encerrou-se tarde da noite, com as confissões sacramentais.
Na manhã do dia 24 de maio, a atmosfera de festa tomou conta da casa. Estiveram presentes também a Inspetora, Ir. Choi Silvia, em visita inspetorial à comunidade, as Irmãs da comunidade, as Noviças, do Noviciado vizinho, e de Seul, Ir. Lee Susanna e Ir. Adriana Bricchi. Tudo foi bem preparado, bem desenvolvido e vivido com compromisso de amor. Durante a Missa, depois da leitura do Evangelho: "As Bodas de Caná", houve uma bela coreografia que apresentou ao vivo, a materna intercessão de Maria, que recebe de Jesus, o primeiro milagre. Arte e devoção entusiasmam os participantes e os próprios artistas, que, ao final da missa, disseram estar muito honrados e felizes por terem trabalhado em um ambiente tão repleto de espiritualidade. Colocadas em semicírculo diante do altar, as 13 candidatas, com evidente fervor, individualmente apresentaram o seu Compromisso de adesão. Depois, o diretor Salesiano e a Inspetora FMA, deram a cada novo membro da ADMA, o distintivo, o livro do Regulamento e a carteirinha pessoal de pertença.
Essas são as 13 novas pertencentes à ADMA: KO Jung Ran Elisabetta; KIM Seong Ja Lucia; KIM Yong Ja Michela; KIM Hyo Jeng Beatrice; PARK So Eun Maria Gemma; PARK Hyun Ok Maria Teresa; BAI Won Ju Isabella; YUM Jung Sook Elisabetta; LEE Jae Suk Cecilia; JANG Soon Hee Gabriella; CHO In Deok Stella; CHOI Myung Hee Regina; CHOI Jung Sook Bibiana.
A foto de lembrança expressa a vontade de todas e de cada uma, de honrar Maria Auxiliadora como Mãe e Mestra da vida cristã. É uma semente que agora está sendo colocada na terra da Coréia, estamos certos de que, com a ajuda de Maria Auxiliadora, se desenvolverá em uma grande árvore. Sim, a cadeia vai continuar. Já estamos à espera de outras ex alunas que frequentam a "Escola de Maria" para manifestarem também elas, sua adesão na próxima oportunidade. A Auxiliadora certamente apreciou o coração de suas 13 devotas, que começam uma nova presença da Família Salesiana na cara nação da Coreia, decididas a amá-la como Dom Bosco ensinou.

MALTA - PEREGRINAÇÃO DA ADMA
Após as duas precedentes e bem sucedidas peregrinações organizadas pela ADMA de São Patrício, da casa salesiana de Sliema, outra foi organizada no mês de junho, para o Santuário Mariano de Ta 'Pinu, na Ilha de Gozo. Cincoenta pessoas aderiram ao convite e a iniciativa foi muito gratificante! O belo tempo, a alegria de estarmos juntos, o almoço comunitário, tudo isto fez com que a nossa peregrinação fosse memorável. Momento central foi a celebração da Missa no santuário, onde fomos acolhidos pelo Pe. Dominic Sultana, que nos apresentou a história do santuário (Pe. Joe Cini).

ADMA PRÍMÁRIA - PEREGRINAÇÃO A MORNESE
Com grande alegria, um grupo de associados da ADMA Primária passou junto, o dia de domingo, dia 26 de junho, em Mornese. Foram tanto para visitar os lugares onde nasceu e viveu Santa Maria Domingas Mazzarello, como para celebrar o Ano da Misericórdia, no santuário dedicado à santa e escolhido pelo Bispo da Diocese de Acqui Terme, como lugar jubilar.
O belo dia, a presença de crianças, adultos e idosos, a orientação especializada e fraterna de Ir. Luigina Silvestrin, a hospitalidade das Filhas de Maria Auxiliadora, permitiram-nos viver um dia rico de espiritualidade, fraternidade e salesianidade.
O momento principal foi a Eucaristia celebrada após termos passado a Porta Santa e termos ganho a indulgência jubilar.

EM MEMÓRIA DE NERINA PETITTO, SECRETÁRIA INSPETORIAL DA ADMA DA SICÍLIA
No dia 8 de junho de 2016, o Senhor chamou à sua casa, Nerina Petitto, secretária inspetorial da ADMA da Sicília. Toda a Associação a recorda com afeto e reconhecimento pelo testemunho com o qual viveu o seu ser devota de Maria Auxiliadora e a dedicação à Associação, com humildade, generosidade e alegre disponibilidade.
Eis a mensagem enviada pelo inspetor da Sicília, Pe. Giuseppe Ruta, por ocasião do funeral: " Uno-me a todos os membros da Família Salesiana da Sicília, para invocar ao Senhor o repouso eterno e à Virgem Maria, o seu abraço e o dos santos e beatos salesianos.
O legado que nos deixa Nerina é uma alegre disponibilidade para servir e um amor incondicional a Maria Auxiliadora e a Dom Bosco. Na esperança que não desilude é possível ver Nerina juntamente com a Presidente Luigina Ciaramella (que faleceu no ano passado) e junto aos que nos são caros por serem da família, por terem a mesma fé e por compartilharem o mesmo carisma original, o salesiano. As nossas raízes não estão na terra, mas no céu. A partir deles que podemos retirar continuamente energia e força para seguirmos em frente na vida, no alegre e fiel cumprimento da missão que cada um recebeu de Deus. A nós, a missão de assumir o legado espiritual de tantos irmãos e irmãs, testemunhas do Senhor Ressuscitado e percorrer sem hesitação os passos...".

Intenção missionária
Para que as nossas escolas e universidades na América Latina e Caribe tornem-se cada vez mais, plataformas de irradiação do Evangelho.

Testemunha de santidade salesiana
Lembramos do Venerável Simone Srugi (1877-1943), coadjutor salesiano, em cujo túmulo está escrito: "Concidadão de Cristo, O viu em todos os lugares. Em todos e em tudo doando-se para recopiá-lo em si, manso e humilde figura do bom samaritano". Em seu caderno, lemos: "As obras do religioso, por mais simples e pequenas que sejam, são preciosas e aceitas por Deus, quando são feitas para agradá-lo!" E ainda: "Amar a Deus significa não lhe dar o menor desprazer, nem com os pensamentos, nem com as palavras, nem com as ações, mas amar muito este meu Deus que me amou tanto."


   INFO ADMA     -     INFO ADMA     -     INFO ADMA    -     INFO ADMA      

SEDE ADMA | Torino-Valdocco, Italia:
ADMA | Santuario Basilica di Maria Ausiliatrice
Via Maria Ausiliatrice 32 | 10152 TORINO-VALDOCCO / ITALIA
Tel.: 0039-011-5224216 / Fax.: 0039-011-52224213
E-mail: adma.torino@tiscali.it 
                  
Presidente ADMA: Signor LUCCA TULLIO ((encargo até 2014) E-mail: lucca.tullio@alice.it
Animador Espiritual da ADMA: Don Pier Luigi CAMERONI |
Casa Generalizia SDB - Via Pisana 111 - 00163 ROMA -
E-mail: pcameroni@sdb.org
                       
Internet: www.donbosco-torino.itwww.admadonbosco.org


Visita Nr.