| HOME PAGE | ARCHIVIO RIVISTA MARIA AUSILIATRICE 2000-2012 | ADMA ON LINE 2008-2012INFO VALDOCCO   |

Via Maria Ausiliatrice 32 - 10152 Torino-Valdocco, Italia | ADMA Valdocco: adma.torino@tiscali.it  |

 
                                              ADMA: ASSOCIAÇÃO DE MARIA AUXILIADORA

ADMA on LINE

Mensagem Mensal :  24 de março 2013    


Maria convida-nos a darmos testemunho de Deus

No mundo de hoje experimenta-se um grande vazio de Deus no coração dos homens e se vê como estão aumentando as situações de guerra e de violência, os desastres naturais e desconforto e perda na vida de muitas pessoas. A exclusão de Deus, o abandono da oração, a rejeição da ordem natural das coisas, levam-nos à falta de paz. Maria como mãe carinhosa e sincera exorta-nos a darmos testemunho de Deus, a sermos obedientes e fiéis à sua vontade e aos seus mandamentos, a vivermos a oração. A renovação deve partir, em primeiro lugar, das nossas famílias que devem voltar a ser, segundo o projeto de Deus, lares do amor e da vida e testemunhas de sua presença e de sua providência.
Sob esta perspectiva queremos, enquanto ADMA, acolher o convite do Papa Francisco para rezarmos pela Assembleia Geral Extraordinária do Sínodo dos Bispos, convocada para o mês de outubro para discutir o tema Os desafios pastorais da família, no contexto da evangelização. "O apoio da oração é muito necessário e significativo, especialmente da vossa parte, queridas famílias; na verdade, esta Assembleia sinodal é dedicada de modo especial a vós, à vossa vocação e missão na Igreja e na sociedade, aos problemas do matrimônio, da vida familiar, da educação dos filhos, e ao papel das famílias na missão da Igreja. Por isso, peço-vos para invocardes intensamente o Espírito Santo, a fim de que ilumine os Padres sinodais e os guie na sua exigente tarefa. Como sabeis, a esta Assembleia sinodal extraordinária, seguir-se-á - um ano depois - a Assembleia ordinária, que desenvolverá o mesmo tema da família. E, neste mesmo contexto, realizar-se-á o Encontro Mundial das Famílias, na cidade de Filadélfia, em Setembro de 2015. Por isso, unamo-nos todos em oração para que a Igreja realize, através destes acontecimentos, um verdadeiro caminho de discernimento e adote os meios pastorais adequados para ajudarem as famílias a enfrentar os desafios atuais com a luz e a força que provêm do Evangelho... Jesus faz com que as gerações se encontrem e unam! Ele é a fonte inesgotável daquele amor que vence todo o isolamento, toda a solidão, toda a tristeza. No vosso caminho familiar, partilhais tantos momentos belos: as refeições, o descanso, o trabalho em casa, a diversão, a oração, as viagens e as peregrinações, as ações de solidariedade... Todavia, se falta o amor, falta a alegria; e Jesus é quem nos dá o amor autêntico: oferece-nos a sua Palavra, que ilumina a nossa estrada; dá-nos o Pão de vida, que sustenta a labuta diária do nosso caminho" (Carta do Papa Francisco às famílias, 2 de fevereiro de 2014).
O compromisso para renovar e revigorar a nossa Associação com a predileção de Maria Auxiliadora pelas famílias, coloca-nos em profunda sintonia com o caminho da Igreja e da Família Salesiana. A proteção da Bem-Aventurada Virgem Maria e de São José nos acompanhe sempre e nos ajude a caminhar unidos no amor e no serviço recíproco.

                      Sr. Lucca Tullio, Presidente - Pe. Pierluigi Cameroni SDB, Animador Espiritual


CAMINHO DE FORMAÇÃO 2013-14: "Da mihi animas, cetera tolle"   (pe.Roberto CARELLI sdb)


7. Consciência de pertença a uma Família carismática e apostólica

1. Família carismática

"Embora reconhecendo a diversidade dos campos de ação, ele estava convencido de que a força apostólica de toda a Família dependia da unidade de intenções, de espírito, de método e de estilo educativo" (art.1). "A pertença nasce do espírito comum que fundamenta a missão inspirada no carisma de Dom Bosco, embora respeitando as características próprias e originais de cada grupo" (art.3). Apesar da diversidade dos grupos, a Família Salesiana expressa uma parentela espiritual e de afinidade apostólica que se alimenta "da comum consagração batismal que insere a todos no Mistério Trinitário e na comunhão da Igreja; da participação na missão salesiana a serviço dos jovens e dos pobres e da promoção de um novo humanismo cristão; de uma renovada cidadania e solidariedade globalizada; da partilha do espírito de Dom Bosco; do intercâmbio de dons espirituais no interior da Família; da comum referência a Maria Auxiliadora e a Dom Bosco, seu santo Fundador ou Patriarca; da adesão especial ao Reitor-Mor, sucessor de Dom Bosco" (art.4).
"Herdeiros, todos, do carisma e do espírito salesiano, os Grupos estabelecem entre si uma relação muito profunda, de modo que cada Grupo realiza a identidade da Família Salesiana não sem referência à dos demais. De fato, começar a fazer parte de um Grupo, em virtude de uma vocação específica, comporta entrar na Família inteira; é como sentir-se entregues uns aos outros numa relação de reciprocidade. É assim que os diversos membros permitem à Família viver a integridade de seus dons e valores, porque nos vários Grupos se veem acentuados aspectos espirituais particulares que são patrimônio comum e, por isso, não podem faltar em nenhum coração salesiano. A comunhão da Família coloca-os à disposição de todos. Tudo isso redunda em benefício da missão, porque permite realizar de modo mais adequado e eficaz a promoção humana e a educação cristã da juventude, da gente pobre, dos doentes e das populações ainda não evangelizadas. A história relativamente breve da Família Salesiana testemunha que sem uma comunhão verdadeira corre-se o risco do progressivo empobrecimento até a infidelidade ao projeto de Dom Bosco. Perceber que, sem os outros, os membros de um determinado Grupo não podem ser eles mesmos, deveria ser uma consciência cultivada por todos, inspirando linguagens coerentes e atitudes concretas" (art.10).
Sinais de tal pertença são: o compartilhar dos itinerários educativos, espirituais e pastorais considerando a Estréia do Reitor-Mor; a forte experiência dos Dias de Espiritualidade da Família Salesiana e as diversas formas de devolução de tal experiência; a consolidação e a participação ativa na Consultas Inspetoriais e locais da Família Salesiana.

2. Família apostólica

Tal comunhão, para ser autêntica e fecunda deve ser missionária fiel a Dom Bosco que "esteve sempre ciente da necessidade de uma caridade cooperativa no serviço educativo e pastoral, convencido de que o Espírito Santo suscita os carismas em benefício de toda a Igreja... Dessa forma, o trabalho em conjunto intensifica a eficácia do testemunho, torna mais convincente o anúncio do Evangelho, favorece uma caridade apostólica mais dinâmica, permite aprofundar os traços característicos de cada Grupo, enquanto manifesta e potencializa a identidade da Família na comunhão e na missão" (art.19).
"A espiritualidade apostólica é o centro inspirador e animador da vida de comunhão na e para a missão da Família Salesiana. Ela é, de fato, uma comunhão que não nasce de projeto humano nem coincide com uma organização, mesmo perfeita, ou com técnicas refinadas de associação, mas brota da caridade pastoral que, suscitada pelo Espírito no coração de Dom Bosco, o animou até a santidade" (art.22). Esta caridade apostólica e dinâmica representa o coração do espírito de Dom Bosco, manifestação do coração oratoriano: "é fervor, zelo, pôr todos os recursos à disposição, busca de intervenções novas, capacidade de resistir nas provações, vontade de retomada depois dos fracassos, otimismo cultivado e difuso; é solicitude cheia de fé e de caridade, que encontra em Maria um exemplo luminoso de doação de si" (art.29).
O exercício da caridade apostólica, enquanto unifica a própria vida em Cristo é caminho seguro de santidade: "A caridade apostólica é para todo participante da Família Salesiana o princípio interior e dinâmico capaz de unificar as múltiplas e diversas atividades e preocupações cotidianas. Favorece a fusão dos dois polos inseparáveis da caridade apostólica num único movimento interior: a paixão por Deus e a paixão pelo próximo" (art.30).
Esta pertença exige ainda, o conhecimento da identidade específica: "A comunhão da Família Salesiana fundamenta-se, além de no carisma comum e na mesma missão, também no conhecimento e apreço dos diversos Grupos que a compõem. De fato, a unidade não é uniformidade, mas pluralidade de expressões que convergem para um único centro. É necessário, portanto, favorecer o conhecimento recíproco para gozar dos dons e das peculiaridades de cada um, enquanto concorrem para formar uma riqueza que retorna em benefício de todos" (art.38).
Além disso, "A fim de garantir a unidade de espírito e a convergência para a missão são necessários também momentos de formação em comum, sobretudo quando se trata de iluminar e aprofundar aspectos essenciais do carisma ou de conceber projetos a compartilhar" (art.39). Queremos continuar na formação de leigos abertos à espiritualidade e à missão da Família Salesiana e da Associação de Maria Auxiliadora, fazendo crescer o espírito da Associação, orientando-a, cada vez mais, à instância laical, quer na linguagem quer nos conteúdos. Tudo isto em sintonia com a eclesiologia de comunhão, com a redescoberta de uma nova consciência profética, sacerdotal e laical, com o desenvolvimento das potencialidades da própria Associação, fruto do carisma suscitado por Deus através de Dom Bosco.

3. Os papéis dos animadores e animadoras espirituais

A presença de Animadores e Animadoras espirituais preparados e apaixonados pelo carisma e pela missão salesiana é fundamental para a vida de nossos grupos. É de vital importância, em especial, a presença de sacerdotes, verdadeiros pastores e guias: "O Concílio Vaticano II apresenta os presbíteros como guias e educadores do povo de Deus. Ele declara: "De pouco servirão as cerimônias, embora belas, bem como as associações, embora florescentes, se não se ordenam a educar os homens a conseguir a maturidade cristã" . E justifica a afirmação desta forma: "Cabe aos sacerdotes, como educadores da fé, cuidar por si ou por outros que cada fiel seja levado, no Espírito Santo, a cultivar a própria vocação segundo o Evangelho, a uma caridade sincera e operosa e à liberdade com que Cristo nos libertou" . O sacerdote salesiano é chamado assim às suas responsabilidades mais significativas no setor da formação. A Palavra de Deus, os sacramentos e particularmente a Eucaristia, o serviço da unidade e da caridade representam o tesouro maior da Igreja" (art.42).

Apresentação da ADMA no Capítulo Geral 27 dos Salesianos de Dom Bosco

Nestes anos (2008-2014), após as orientações dadas pelo Reitor-Mor no V Congresso Internacional de Maria Auxiliadora na Cidade do México (2007), a ADMA torna-se, cada vez mais, uma realidade viva e difusa no mundo, uma Associação "mais jovem e mais salesiana" (Pe. Chávez). É reconfirmada e regenerada enquanto expressão popular do carisma salesiano, com o compromisso específico de defender e difundir a fé entre o povo de Deus, mediante a devoção a Maria Auxiliadora e o culto à Sagrada Eucaristia. Neste sexênio, um especial evento de graças foi o VI Congresso Internacional de Maria Auxiliadora (Czestochowa 2011), que se tornou, então, um evento da Família Salesiana.

1 OS PONTOS FORTES DA RENOVAÇÃO
1.1 Dom Bosco fundador da ADMA. Entre as características da pessoa e da santidade de Dom Bosco está a de ser fundador. Dez anos após a fundação da Congregação Salesiana e no ano seguinte à sagração da Basílica de Maria Auxiliadora, ele fundou a Associação dos Devotos de Maria Auxiliadora (18 de abril de 1869). Confirmando este fato:
_ do ponto de vista histórico: estudos de Pietro Braido;
_do ponto de vista magisterial: várias intervenções do Reitor-Mor, Pe. Pascual Chávez;
_do ponto de vista carismático: cf. A Carta de Identidade da Família Salesiana
_do ponto de vista litúrgico: cf. o Próprio Salesiano à festa de Dom Bosco em 31 de janeiro.

1.2 Pastoral Juvenil e Pastoral Familiar: não se pode levar adiante a Pastoral Juvenil se não estiver unida e aberta à Pastoral Familiar.
ADMA das Famílias: Maria é Mãe e Mestra de educação em como ser esposos e pais, desta forma, a devoção a Maria e a centralidade da Eucaristia ajudam a reler a relação entre os esposos e o compromisso deles junto aos filhos, igreja e sociedade. Participação com um Stand especial no Congresso Mundial das Famílias em Milão, em 2012. Elaboração de uma proposta de itinerário para as famílias que querem crescer na vida esponsal e familiar à luz do Evangelho, segundo o espírito salesiano.
ADMA Juvenil: Sente-se a necessidade de criar cada vez mais, links e caminhos partilhados entre os diversos grupos existentes no mundo. Dá-se início a um projeto de um itinerário de formação e de apostolado para os jovens, à luz da experiência de vida que se registra em várias regiões do mundo.

1.3 Guia e animação dos grupos locais: convite a assumir um espírito mariano de serviço, feito de formação, testemunho e compromisso. Cuidado com a formação e com a vida dos Conselhos locais, com uma atenção especial aos animadores espirituais SDB - FMA

2 LINHAS DE AÇÃO
_ Itinerários anuais de formação em sintonia com a Estréia do Reitor-Mor e o caminho da Igreja
_ Participação nos Dias de Espiritualidade da Família Salesiana em Roma
_ Colaboração com a versão e a divulgação da Carta de Identidade da Família Salesiana
_ Realização do site: www.admadonbosco.org
_ Redação de um jornal mensal de formação e informação, em 6 línguas, ADMAonline
_ Publicação da Coletânea "Cadernos de Maria Auxiliadora" (5 números já publicados).
_ Publicação do livreto "Famílias a caminho na escola de Dom Bosco".
_ Escolas de formação para associados e grupos (Itália, Espanha, Argentina, América Central, Peru...).
_ Mapeamento dos grupos: até agora foram recenseados mais de 600 grupos com mais de 100.000 associados.


CRÔNICA DA FAMÍLIA

ÍNDIA MUMBAI - PEREGRINAÇÃO ANUAL
Em novembro de 2013, os membros da ADMA da Inspetoria da Índia Mumbai organizaram a sua peregrinação anual ao Santuário de Nossa Senhora da Saúde em Velankanni, no Sul da Índia. O convite foi extensivo aos familiares e a outros devotos, ficando o grupo com 63 participantes. Passar três dias neste lugar santo foi uma grande experiência de oração, estava lotado de devotos provenientes de toda parte. O senso religioso é muito forte e contagiante para todos que visitam o santuário. O grupo participou da missa diária e dos demais momentos de oração organizados ali. Ficamos tocados pela procissão eucarística da primeira sexta-feira e pela procissão "Mary's chariot" do primeiro sábado, ao longo da orla marítima. O grupo também visitou a nova Morning Star Church, em construção, e que uma vez terminada acolherá 10.000 pessoas. No dia da volta, o grupo parou em Chennai, onde tive o privilégio de celebrar a missa na cripta onde está o túmulo de São Tomé Apóstolo e sobre a qual está construída a Basílica de São Tomé. A peregrinação encorajou os participantes a experimentarem um forte sentido da presença de Maria em suas vidas e a tornarem-se ardentes promotores de sua devoção junto aos demais (Padre D'Souza Wilfred).

ADMA DA BOLÍVIA - ENCONTROS DEPARTAMENTAIS
Nos meses de novembro e dezembro de 2013 houve diversos encontros regionais, com a animação de Pe. Severino Laredo.

1. Cochabamba: participaram os grupos do Colégio Dom Bosco, do bairro Maria Auxiliadora, do Templo Dom Bosco e do bairro Kami. Notou-se fidelidade aos encontros, redação das atas das reuniões, diversas atividades entre as quais a reza do Terço na Radio Maria, o mês da Bíblia, a visita e o Terço nas casas, visita nos hospitais...
2. Santa Cruz (cidade): o encontro ocorreu na Igreja de Maria Auxiliadora. Foram eleitos os responsáveis de diversos grupos: para os jovens, para o grupo intermediário, para os seniors. É reconhecida a necessidade de se ter formação no âmbito da salesianidade. A ADMA Juvenil de Santa Cruz realizou a sua primeira missão de evangelização e de solidariedade na cidadezinha de S. Javier e algumas comunidades, convidando as pessoas para participarem da missa dominical, oferecendo brinquedos para as crianças. O lema da missão da qual participaram 10 jovens da ADMA, foi: "ide e fazei discípulos todas as nações". Foi uma bela experiência de partilha com as pessoas, do amor a Deus e à Virgem Maria.
3. Norte Santa Cruz: o encontro, que aconteceu no Colégio Maria Auxiliadora de Montero, teve a participação de muitos grupos: Montero (La Floresta), La Abrita, Villa El Carmen, Turubito, Villa Copacabana, Sagrado Corazón, Portachuelo, s. Carlos, Yapacaní, S. Juan de Ypacaní e Okinawa. Assinalam-se entre as atividades dos grupos: trabalho pastoral na paróquia, participação no Conselho Pastoral, visita às famílias, aos enfermos e aos idosos; venda beneficente, participação nos retiros da Família Salesiana, ajuda às pessoas necessitadas, leitura e partilha do Evangelho e das Memórias do Oratório.
4. La Paz: o encontro, que foi na Universidade Salesiana, teve a participação dos seguintes grupos: Villa Victoria, Bella Vista (Brajes), Basílica Maria Auxiliadora, Domingo Sávio de Calacoto e os grupos anfitriões da Universidade.
5. Sucre: como em todos os outros encontros, em um primeiro momento houve uma apresentação de como está a vida dos grupos e o que estão fazendo. Ficou acordado com o diretor da escola, para apresentarmos a ADMA na primeira assembleia dos pais dos jovens e das jovens da escola.

CIDADE MAKATI, FILIPINAS - No dia 31 de janeiro de 2014, por ocasião da festa de São João Bosco, Pe. Pierluigi Cameroni, Postulador Geral para as Causas dos Santos e animador espiritual da Associação de Maria Auxiliadora, dirigiu o encontro de formação sobre a santidade salesiana, no qual participaram os membros da ADMA das Filipinas Norte, os Salesianos Cooperadores, Pe. Nestor Impelido, Animador Espiritual da ADMA, e Irmã Asela Chavez, animadora FMA. O encontro aconteceu por ocasião da abertura da Investigação diocesana da causa de beatificação e canonização do Servo de Deus, Pe. Carlo Braga (1889-1971), missionário na China e fundador da presença salesiana nas Filipinas (Maria Junifer, Presidente Inspetorial da ADMA).

GENOVA SAMPIERDARENA - Sábado, dia 8 de fevereiro de 2014, tivemos a alegria de receber entre nós, Pe. Pierluigi Cameroni, Animador espiritual da ADMA, que se encontrou com o novo grupo ADMA da paróquia salesiana o qual é formado por latino americanos, principalmente por pessoas vindas do Equador e do Peru. O grupo deu os seus primeiros passos no dia 24 de maio de 2013 por solicitação de Pe. Vaclav Klement e atualmente conta com 23 aspirantes, dos quais, 3 são italianos, casados com sul americanas. O grupo cresce e se caracteriza pela disponibilidade de ajuda recíproca e pelo testemunho de vida cristã em um contexto problemático. Há um crescimento na caridade e na fé, em primeiro lugar dentro da própria família e depois, na proximidade com os irmãos e irmãs da comunidade. Reunimo-nos todo dia 24 do mês para refletirmos e cuidarmos da formação dos aspirantes. Estamos estudando o Regulamento da ADMA e esperamos que neste ano possamos celebrar solenemente as primeiras adesões, com a presença de nosso Inspetor (Pe. Daniel Coronel, Animador espiritual)


            
 INFO ADMA     -     INFO ADMA     -     INFO ADMA    -     INFO ADMA      
SEDE ADMA | Torino-Valdocco, Italia:
ADMA | Santuario Basilica di Maria Ausiliatrice
Via Maria Ausiliatrice 32 | 10152 TORINO-VALDOCCO / ITALIA
Tel.: 0039-011-5224216 / Fax.: 0039-011-52224213
E-mail: adma.torino@tiscali.it 
                  
Presidente ADMA: Signor LUCCA TULLIO ((encargo até 2014) E-mail: lucca.tullio@alice.it
Animador Espiritual da ADMA: Don Pier Luigi CAMERONI |
Casa Generalizia SDB - Via Pisana 111 - 00163 ROMA -
E-mail: pcameroni@sdb.org
                                                                            
Internet: www.donbosco-torino.itwww.admadonbosco.org

| HOME PAGE | ARCHIVIO RIVISTA MARIA AUSILIATRICE 2000-2012 | ADMA ON LINE 2008-2012INFO VALDOCCO  |


Visita Nr.