| HOME PAGE | ARCHIVIO RIVISTA MARIA AUSILIATRICE 2000-2012 | ADMA ON LINE 2008-2012INFO VALDOCCO   |

Via Maria Ausiliatrice 32 - 10152 Torino-Valdocco, Italia | ADMA Valdocco: adma.torino@tiscali.it  |

 
                                              ADMA: ASSOCIAÇÃO DE MARIA AUXILIADORA

ADMA on LINE

Mensagem Mensal :  24 de fevereiro 2013    


Maria nos exorta a ler e viver a Palavra de Deus

Experimentamos, de maneira cada vez mais abrangente, uma "desertificação" espiritual, fruto de um projeto de uma sociedade que quer se construir sem Deus ou que destrói as suas raízes cristãs. Maria nos convida a acabarmos com este processo de aridez, construindo oásis espirituais onde o centro é a Palavra de Deus, lida, escutada e meditada. Nutre-se a fé na Palavra de Deus. Em particular, as nossas famílias e os nossos grupos devem se tornar lugares de escuta orante da Palavra, a fim de conservarem a fé e procurarem irradiá-la.
Se pensarmos na Família de Nazaré, parece evidente o quanto foi importante, também para Jesus, o contato com as Sagradas Escrituras através de seus pais. Maria e José rezavam juntos, recitando os Salmos e as orações, e o Menino Jesus aprendia. Viva, depois, o ritmo semanal na sinagoga, onde escutava e meditava a Palavra de Deus, rezavam juntos em família. "Com o anúncio da Palavra de Deus, a Igreja revela à família cristã, a sua verdadeira identidade, isto é, o que ela deve ser segundo o projeto do Senhor" (Verbum Domini n.85).
Coloquemos a Bíblia em um local visível em nossos lares e vamos lê-la juntos. A Palavra de Deus trará paz aos nossos corações, porque os iluminará com a luz da Verdade; ajudar-nos-á a nos abrirmos à vontade de Deus, como Maria, Virgem da escuta e obediente à vontade do Pai; permitir-nos-á influenciar as pessoas que encontrarmos, com o testemunho de nossa alegria e de nossa fé.
Queremos exprimir o nosso filial e profundo agradecimento ao Reitor-Mor, Pe. Pascual Chávez, que conclui o seu ministério como Pai da Família Salesiana. Nestes anos acompanhou de perto, a renovação da ADMA, oferecendo preciosas orientações, apoiando as iniciativas e promovendo a nossa Associação, nascida do coração apostólico e mariano de Dom Bosco. Obrigado, Pe. Pascual!
O Reitor-Mor entrega a todos os grupos da Família Salesiana, o empenho de realizar projetos em comum e partilhados, nos quais cada um possa se sentir expressão, não de uma realidade individual da Família Salesiana, mas de um vasto movimento inspirado na espiritualidade de Dom Bosco. É assim que participamos da Primavera da comunidade católica que Papa Francisco está liderando, e que pede, antes de tudo, o crescimento do "sentido de Igreja"
Queremos também, intensificar as nossas orações, sob a intercessão da Auxiliadora e de Dom Bosco, para o Capítulo Geral dos Salesianos, durante o qual será eleito o novo Reitor-Mor.

                      Sr. Lucca Tullio, Presidente - Pe. Pierluigi Cameroni SDB, Animador Espiritual


CAMINHO DE FORMAÇÃO 2013-2014: "Da mihi animas, cetera tolle"      (pe.Roberto CARELLI sdb)


6. Maria na origem de nosso carisma salesiano e de nossa Associação

No fim da apresentação da Carta de Identidade Carismática da Família Salesiana o Reitor-Mor salienta como a presença de Maria é um aspecto constitutivo e carismático para cada membro e grupo da Família Salesiana: "Maria, nossa inspiradora e auxiliadora, coloca pessoalmente em nossas mãos este "auxílio" para o nosso crescimento carismático. "Maria renova a Família Salesiana de Dom Bosco", escrevia o padre Viganò em sua primeira carta como Reitor-Mor. Ela continua a sua ação ainda hoje, iluminando a nossa mente e abrindo o nosso coração às novas evoluções do carisma comum".
Tal presença de Maria é confirmada de maneira solene no final do primeiro artigo que trata da experiência carismática e espiritual do Fundador: "Com humilde e alegre gratidão reconhecemos que Dom Bosco, por iniciativa de Deus e a maternal intervenção de Maria, deu início na Igreja a uma experiência original de vida evangélica" (art.1).
Tal presença de Maria é de tal forma constitutiva que exprime, de forma salesiana, a entrega feita por Jesus, do discípulo predileto à Mãe, e desta à João. Trata-se de "levar Maria para casa", como dizia Pe. Viganò e como está bem expresso no artigo 11, de eloquente título "Com Maria em casa":
"Desde a infância, Dom Bosco referiu-se a Maria como Mestra e Mãe, porque assim lhe fora indicada pelo Personagem do sonho dos 9 anos. Em sua primeira experiência educativa, inserindo-se na caminhada da Igreja local, confiou a sua obra a Nossa Senhora da Consolação; os jovens "pobres e em perigo" sentiam n'Ela proteção e consolo. Mais tarde, vivendo a definição do dogma mariano em comunhão com a Igreja universal, propôs-lhes Maria Imaculada, apresentando-a como educadora das energias de amor e apoio eficaz no seu crescimento humano e cristão.
Enfim, tendo experimentado na fundação e desenvolvimento da sua obra que foi "Maria quem tudo fez", também com intervenções extraordinárias, dedicou a Congregação nascente à Virgem com o título de Auxiliadora dos Cristãos. Depois, recebendo de Maria a inspiração de fundar o Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora, quis que fosse o "monumento vivo" da sua gratidão à Auxiliadora. Também Lhe confiou os Cooperadores Salesianos, para que fossem protegidos por Ela e n'Ela encontrassem inspiração para a ação apostólica. Instituiu ainda a Associação dos Devotos de Maria Auxiliadora, vinculada ao santuário de Turim, como sinal de reconhecimento pela presença materna de Nossa Senhora em toda a sua obra. A referência especial a Maria marcou profundamente a identidade carismática e espiritual dos vários Grupos da Família Salesiana surgidos ao longo do século XX... Maria é considerada não só como Mãe da Igreja e Auxiliadora dos cristãos, mas também como Mãe de toda a humanidade, de modo que colaboradores e colaboradoras de vários Grupos da Família Salesiana, pertencentes também a outras religiões, nutrem por Ela uma sincera devoção. Pode-se afirmar, portanto, com fundamento, que a Família Salesiana é uma Família mariana".
A presença de Maria é, sobretudo, sentida como a de mãe e mestra de espiritualidade e de vida apostólica, é ver para crer como diariamente Ela nos guia e nos defende: "A devoção a Maria (com a devoção a Jesus Eucaristia e ao Papa) foi uma das três devoções que marcaram a vida espiritual e apostólica de Dom Bosco. A Família Salesiana inteira é e sente-se Família mariana, nascida da solicitude materna da Imaculada Auxiliadora. De fato, todos os Grupos exprimem essa convicção em seus textos constitucionais próprios... Para os que pertencem à Associação de Maria Auxiliadora, a entrega a Maria traduz-se em "viver a espiritualidade do cotidiano com atitudes evangélicas, especialmente com a gratidão a Deus pelas maravilhas que realiza continuamente, e com a fidelidade a Ele também na hora da dificuldade e da cruz, a exemplo de Maria" . A entrega cotidiana a Maria caracteriza, portanto, a nossa espiritualidade. A entrega é um dinamismo ascendente: é fazer o dom de si para responder com generosidade à missão a cumprir; mas é também dinamismo descendente: acolher com confiança e reconhecimento o auxílio d'Aquela que guiou Dom Bosco e continua a guiar a Família espiritual que teve nele a sua origem" (art.37).

ADMA - Grupo fundado por Dom Bosco

É importante o reconhecimento oficial da fundação da ADMA por parte de Dom Bosco junto aos Salesianos SDB, às Filhas de Maria Auxiliadora e aos Cooperadores Salesianos (cf. art. 1.2.3.11).
O nosso titulo de pertença à Família Salesiana é o fato de termos sido fundados por Dom Bosco, como está escrito no art.3, que fala da configuração institucional da Família Salesiana. "O primeiro [título de pertença] é próprio dos Salesianos, das Filhas de Maria Auxiliadora, dos Cooperadores e das Cooperadoras e dos membros da Associação de Maria Auxiliadora; são os primeiros quatro Grupos instituídos por Dom Bosco e herdeiros diretos da sua obra. A eles os demais Grupos devem se referir e confrontar em relação ao espírito, ao campo de missão, à metodologia de ação pedagógica e apostólica" (art.3).
Dom Bosco é um 'pai ' que gerou filhos que dão continuidade ainda hoje à sua experiência carismática e espiritual. O santo turinense é um fundador não apenas no sentido histórico e jurídico, - a ele se deve os 4 grupos originários da Família Salesiana: os Salesianos, as Filhas de Maria Auxiliadora (com Santa Maria Mazzarello), os Cooperadores Salesianos e a Associação de Maria Auxiliadora, mas também no sentido teológico: promotor de um carisma que se diversifica nos vários grupos da Família Salesiana.
A nossa referência a Dom Bosco como fundador e como "iniciador de uma verdadeira escola de espiritualidade apostólica" (art.12), estimula- nos a renovarmos a nossa Associação na prática de uma caridade pastoral que encontra a sua fonte "na interioridade constantemente aberta à relação com Deus. Também para nós, o amor educativo e apostólico exige uma forma concreta e exigente de interioridade" (art.12). " A missão de Dom Bosco e da sua Família espiritual insere-se na comum vocação cristã ao apostolado. Entretanto, como responde a um dom espiritual, ela é de origem carismática; ou seja, é o Espírito do Pai e do Senhor ressuscitado que, como no passado enviou Dom Bosco aos jovens e às classes populares, continua a enviar na história filhos e filhas espirituais a perpetuar o seu apostolado juvenil, popular e missionário" (art.14). Sentimo-nos particularmente chamados a vivermos o compromisso de toda a Igreja para uma nova evangelização na consciência de que "a evangelização entendida como anúncio e testemunho do Evangelho é, para todos os Grupos, o objetivo prioritário da própria missão"(art.17).

Dias de Espiritualidade da Família Salesiana 2014
1. Estréia 2014: Apropriemo-nos da experiência espiritual de Dom Bosco

A edição 2014 dos Dias de Espiritualidade da Família Salesiana, aconteceu em Roma, de 16 a 19 de janeiro, foi realmente especial por vários motivos: tanto pelo tema central, quanto pelo número dos grupos representados (de vinte oito a trinta) e dos participantes (mais que 400), tanto pelo fato de ser a última edição presidida por Pe. Pascual Chávez, como Reitor-Mor e 9º sucessor de Dom Bosco.

Pela ADMA estiveram presentes cerca de 30 associados, junto com o Presidente Tullio Lucca e quase todos os membros do novo Conselho da ADMA Primária de Turim. Os textos das palestras, os vídeos, as fotografias e os audios estão disponíveis no site http://www.sdb.org/it/Famiglia_Salesiana/Giornate_FS/GFS_2014

O tema e a estrutura da Estréia 2014 expressa no lema" "Da mihi animas, cetera tolle". Apropriemo-nos da experiência espiritual de Dom Bosco para caminhar na santidade segundo a nossa vocação específica". "A glória de Deus e a salvação das almas", foram bem mostrados, tanto através do ótimo vídeo, como através das palavras do Reitor-Mor. Todos os membros e os grupos da Família Salesiana são convidados a "beberem nas fontes da espiritualidade de Dom Bosco, na sua caridade educativa e pastoral. Ela tem o seu modelo em Cristo Bom Pastor e encontra a sua oração e o seu programa de vida no lema de Dom Bosco "Da mihi animas, cetera tolle". Seguindo este itinerário de aprofundamento, podemos descobrir o "Dom Bosco místico", cuja experiência espiritual coloca-se como fundamento do nosso modo de viver hoje a espiritualidade salesiana, na diversidade das vocações que nele se inspiram; e podemos, nós mesmos, fazer uma intensa experiência espiritual salesiana... À base de tudo, como fonte da fecundidade de sua ação e atualidade, há alguma coisa que escapa com frequência, mesmo a nós, seus filhos e filhas: a sua profunda vida interior, que se poderia chamar de "familiaridade" com Deus. Não será isso o melhor que temos dele para o poder amar, invocar, imitar, seguir, a fim de encontrar o Senhor Jesus e fazê-lo encontrar pelos jovens? ".
O primeiro conteúdo desenvolvido na Estréia refere-se aos elementos da espiritualidade de Dom Bosco que descrevem a sua experiência espiritual: o ponto de partida é a glória de Deus e a salvação das almas; raiz profunda de sua vida interior e de seu trabalho apostólico é a união com Deus; os instrumentos que realizam a missão religiosa e apostólica salesiana, traduzem valores invisíveis em obras visíveis, ponto de partida para a santidade para todos, cada um segundo o próprio estado de vida.
O segundo conteúdo diz respeito à caridade pastoral como centro e síntese da espiritualidade salesiana. Com a sua dedicação aos jovens, Dom Bosco queria comunicar a sua experiência de Deus. A caridade é a proposta principal para cada espiritualidade, forma e conteúdo de todas as virtudes e daquilo que constitui e constrói a pessoa. Para nós, esta caridade se constitui em caridade pastoral, que contemplando Jesus Bom Pastor nos impulsiona a vivermos o Da mihi animas cetera tolle.
O terceiro conteúdo evidencia como a espiritualidade salesiana, embora tendo elementos comuns e válidos para todas as vocações que nela se inspiram e bem sintetizadas na "Carta de identidade da Família Salesiana", é, no entanto, vivida com diferenças peculiares segundo a especificidade própria de cada Grupo da Família Salesiana e segundo o estado de vida de cada um: vida consagrada, ministério presbiteral, fiéis leigos, famílias e jovens. A espiritualidade juvenil salesiana considera o cotidiano como lugar de encontro com Deus, e por ser baseada no anúncio e na experiência do Senhor Ressuscitado, é alegre e otimista. Ela educa à amizade e às relações pessoais com o Senhor Jesus, na comunhão eclesial e com o auxílio de Maria, ganhando maturidade em escolhas vocacionais e em trabalho responsável. Os Grupos da Família Salesiana envolvem numerosos leigos, que, em suas missões são chamados a viverem uma espiritualidade laical salesiana. Na consciência, então, de que não pode existir pastoral juvenil sem pastoral familiar, estamos empenhados a elaborar uma espiritualidade familiar salesiana.
O comentário da Estréia se conclui com o poema intitulado "Os Santos", escrito por Pe. Pasquale Liberatore, que durante anos foi Postulador para as Causas dos Santos da Família Salesiana e ele próprio, um santo. Trata-se de um pequeno e pessoal "credo", que sintetiza tudo aquilo que é a espiritualidade salesiana, que se pode ver concretizada em sua autenticidade e validade nos riquíssimos e diversos frutos de santidade da Família Salesiana, a começar por nosso amado fundador e pai Dom Bosco.

2. TESTEMUNHOS

"Agradecemos por nos sentirmos parte desta grande família que, na variedade de suas expressões, vê na glória de Deus e na salvação das almas, a finalidade de suas ações. O Reitor-Mor nos deixou alguns passos a serem percorridos; em especial sentimos um forte desejo de nos empenharmos ativamente em defesa da vida e na promoção da família. Os campos de ação e testemunho podem ser resumidos em três palavras: Formação, Convívio, Serviço. A vida cotidiana se torna lugar de encontro com Deus e terra de missão, na consciência da constante presença de Jesus Eucaristia e na confiança total a Maria Auxiliadora" (Maria Adele e Andrea Domiani com Chiara e Francesco).

"Nesta edição dos Dias de Espiritualidade nós fomos convidados a vivermos de verdade a nossa vocação salesiana, na medida em que, como cristãos e filhos de Dom Bosco vivermos o Da mihi animas cetera tolle na missão à qual o Senhor nos chamou, especialmente como batizados e como esposos. De maneira especial, os nossos corações foram abertos por testemunhos de caridade vividos por irmãos e irmãs da Família Salesiana. Estamos convencidos de que o Senhor colocou próximos a nós participantes, justamente aquela pessoa que, com uma palavra, um olhar, um aperto de mão, era capaz de solucionar uma necessidade, acalmar um medo, confirmar uma escolha ou iluminar o caminho. De maneira especial ficamos tocados com o testemunho do casal Paolo e Marina Surrentino: a fé, a confiança deles no Senhor, o serem esposos em Cristo, a sua autêntica caridade, o exemplo de sua doação gratuita a Deus e a seus filhos, muito nos impressionaram. Em uma situação de incerteza perante o futuro, pudemos sentir através das palavras deles, as palavras de Cristo: "não temas... eu estou com vocês". E junto com este testemunho, tantos outros testemunhos de amor a Deus e de confiança Nele, de coração, aquela confiança que nos alegra hoje, devido a cada pequeno presente Seu, para então dizermos com segurança: " Deus estará presente também amanhã" (Alessandro e Laura).

"Dom Bosco era um homem de braços fortes, forte, incansável;quantos abraços, quanto calor, quanta fraternidade experimentamos em Roma nestes três dias de encontro vibrante, belo, vivo, com todos os ramos da Família Salesiana provenientes de todas as partes do mundo!
Dom Bosco era um homem apaixonado, inteligente, ativo;
respiramos a paixão em quem tem "necessidade de crescer", os jovens, certamente, mas também as famílias, em suma, o homem a caminho;
admiramos a beleza e a concretização de muitos projetos, o desejo de empreendê-los, a capacidade e a determinação de muitos homens e mulheres na frente da "grande batalha".
Dom Bosco foi, sobretudo, um homem de coração enorme, sempre voltado ao amor a seus jovens e sempre apoiado em Deus;
foram muitos e comoventes os testemunhos de quem, Irmãs, sacerdotes, leigos, vivem hoje a plenitude do carisma do fundador,
que bom ser capaz de explorar este poço, entender um pouquinho mais sobre a "caridade pastoral", sobre "da mihi animas" ... ,
quanto ainda resta para cavar, como será fresca a água se soubermos nos imergir um pouco mais ao fundo.
Peçamos a Nossa Senhora, que foi a guia verdadeira para Dom Bosco e que a ele não poupou nenhum consolo, apoio e auxílio, para nos ajudar a caminhar a cada dia e a encontrar seu Filho nos passos de nosso Santo" (Barbara e Giovanni).

"Sinto uma imensa gratidão por Jesus, que, por meio de Maria, nos dera este grande gênio de santidade, que é o nosso querido pai Dom Bosco. Queremos fazer nosso, o seu programa de vida: "Da mihi animas, cetera tolle". Para nós leigos, de maneira especial, Dom Bosco torna-se mestre da Espiritualidade do cotidiano: na escola de Maria, aprendamos a assumir este olhar de amor, de esperança e de otimismo e a transformar em oração, cada uma de nossas ações, chegando a contemplar nelas, o contínuo agir do Deus que ama a vida, e Nele repousar. Querida Mãe Maria, nossa guia, seja a senhora aquela que nos ensina a seguir os passos concretos deste caminho, e a chegar a nos mover no Espírito Santo, contemplando Jesus, o fruto bendito do seu ventre" (Tullio).


CRÔNICA DA FAMÍLIA

ADMA PRIMÁRIA - PEREGRINAÇÃO A MEDJUGORJE, 28 DE DEZEMBRO DE 2013 A 2 DE JANEIRO DE 2014
Também neste ano, um grupo de associados da ADMA de Turim e de Brescia participaram da peregrinação a Medjugorje na festa da Mãe de Deus. Os acompanhantes, Pe. Enrico Lupano e Sr. Dino Zambiasi, fizeram com que vivêssemos intensamente cada momento. Estavam presentes todas as faixas de idade: da pequena Benedetta e dos jovens aos avós das famílias. Encontramos a Comunidade da Beatitudini, a Comunidade Regina Pacis, a Comunidade dos Rapazes de Madri, a vidente Vicka em horário com todos os peregrinos italianos, vivemos a ida ao monte das Aparições e ao Monte da Cruz, acolhendo o convite de Nossa Senhora Rainha da Paz para vivermos os seus apelos e os seus projetos de paz para o mundo todo.
O encontro com uma amável Irmã, da Comunidade da Beatitudini marcou profundamente os nossos corações: "assim como João levara Maria Santíssima à sua casa, vivendo com ela, cada minuto do cotidiano, assim também vocês, levem Maria para suas casas... Pediu Jesus sobre a cruz! Consagrem as vossas vidas a Maria, os vossos bens internos e externos: a chave de casa, cada cômodo, o telefone, o computador, cada coisa, para que sirva à Glória de Deus. E depois, o trabalho, as mãos, os olhos, as palavras... para que Maria possa guiar cada uma de vossas ações".
Partimos de Medjugorje como os "padioleiros" do Evangelho, levando um palete carregado com muitas pessoas que estão sofrendo no corpo e no espírito, mas também com muitos AGRADECIMENTOS a Jesus e Maria por todos os dons recebidos. Assim como os "padioleiros", descobrimos o teto e entregamos todos a Jesus, com o Terço e através das mãos de Maria... fomos à Medjugorje com uma intenção particular pela ADMA do mundo inteiro e temos certeza que Nossa Senhora realmente olhou para todos os grupos da ADMA do mundo e para todas as suas necessidades, alegrias e trabalhos (Rosanna e Daniele).

MADRI - ENCONTRO ANUAL DOS PRESIDENTES DA ADMA
Sábado, 18 de janeiro de 2014 tivemos o evento anual dos Presidentes dos 22 grupos da ADMA da Inspetoria de Madri, para acolher e refletir sobre a Estréia do Reitor-Mor e a sua aplicação na vida da ADMA. Pe. Anselmo Velasco, animador espiritual inspetorial, dirigiu a oração inicial e o Pe. José Maria Garcia, vigário inspetorial e delegado da Família Salesiana, apresentou a sua saudação. O texto da Estréia foi entregue a todo animador, e foi distribuído aos presidentes, cópias do livro-memória do Congresso de Saragoza, para todos os congressistas de cada grupo, e foi dada uma imagem, como lembrança daTerra Santa. O encontro, caracterizado pela participação, oração, responsabilidade e alegria salesiana, terminou com um momento de confraternização (Glória Blanco Somoza, Presidente Inspetorial).


            
 INFO ADMA     -     INFO ADMA     -     INFO ADMA    -     INFO ADMA      
SEDE ADMA | Torino-Valdocco, Italia:
ADMA | Santuario Basilica di Maria Ausiliatrice
Via Maria Ausiliatrice 32 | 10152 TORINO-VALDOCCO / ITALIA
Tel.: 0039-011-5224216 / Fax.: 0039-011-52224213
E-mail: adma.torino@tiscali.it 
                  
Presidente ADMA: Signor LUCCA TULLIO ((encargo até 2014) E-mail: lucca.tullio@alice.it
Animador Espiritual da ADMA: Don Pier Luigi CAMERONI |
Casa Generalizia SDB - Via Pisana 111 - 00163 ROMA -
E-mail: pcameroni@sdb.org
                                                                            
Internet: www.donbosco-torino.itwww.admadonbosco.org

| HOME PAGE | ARCHIVIO RIVISTA MARIA AUSILIATRICE 2000-2012 | ADMA ON LINE 2008-2012INFO VALDOCCO  |


Visita Nr.